sábado, 14 de dezembro de 2013

Corrida do SESC da Esquina 2013

No dia da corrida (08/12) ainda estava me recuperando da Maratona. Acho que levo um mês pra ficar totalmente recuperado e ainda não deu um mês da Maratona de Curitiba.

PERCURSO:

Percurso duro.
Primeiros 900m, aproximadamente, só subida. 38m de diferença entre o ponto mais alto e o mais baixo.
Depois uma descida.
Mais uma pequena subida, uma pequena descida.
Mais uma boa subida (menos forte do que a primeira).
Mais uma descida e uma subida, pra terminar com uma forte descida (menos 38m).
Tudo isso em apenas 5K!







DISTÂNCIA:
A corrida de 5K com quase toda certeza não tinha 5K exatos.
Em primeiro lugar, por não estar aqui: http://www.atletismofap.org.br/Corrida.html
Em segundo lugar, porque as características do percurso garantem matematicamente que, ou a prova dos 10K não tinha 10K, ou a prova dos 5K não tinha 5K, ou nenhuma das duas estava correta. Provavelmente os 10K estavam corretos e os 5K estavam errados.
Mas não dá pra ter certeza.







Percurso aqui: http://runkeeper.com/user/adolfont/route/2763333

CLIMA:

O clima estava ótimo. Acho que o máximo que chegou a fazer foi 19 graus.
Sem sol.

CHIP:Esqueci. Mesmo assim fui incluído no resultado (devem ter olhado meu número de peito). Meu tempo oficial foi 22:14.  Sexto na categoria, 43o. no geral. Resultado em http://www.cronoserv.com.br/resultados-det.asp?calendario_chv=1178

AMIGOS:Encontrei parte da turma do grupo Papaléguas, amigos de Facebook, de blogs. A Cleia (esposa do Leandro) tirou a foto abaixo.
Foi depois da corrida (pra mim). Eu fiz 5K mas o Leandro e a Cleia fizeram os 10K. Depois de deixar umas coisas no carro eu voltei ao percurso para fazer mais 5K. Encontrei a Cleia (na segunda volta) e a acompanhei até o final. Encontrei o Leandro e outros amigos na chegada.






Maratona de Curitiba 2013 - Relato

Participei no último dia 17/11 da Maratona de Curitiba.

Foi minha segunda Maratona de Curitiba (a primeira foi em 2012) e minha terceira Maratona (a segunda foi a de São Paulo 2013).

Como ela aconteceu apenas 6 semanas depois da Maratona de São Paulo, fui fazê-la pela diversão e para fazer algumas experiências. Arrisquei algumas coisas, umas deram certo, outras não.

Uma coisa que deu certo foi a estratégia de alimentação. Nas duas outras maratonas sobrou gel. Não porque eu não precisasse, mas porque eu não aguentava mais tomar. Desta vez fiz diferente. Não tomei café da manhã. Consumi um hidrafix aos 10Km. E depois consumi gel e mel aos poucos. Deu muito certo. Usei tudo o que levei. Bebi um pouco de Gatorade no final. Cheguei sem sentir nada estranho no estômago.

Uma coisa que deu meio certo foi a estratégia de corrida. Fui devagar na primeira metade e tentei forçar no final. Cheguei bem, mas a segunda metade foi mais lenta (uns 2 minutos) do que a primeira. Mas a diferença em relação às minhas outras duas maratonas foi menor. Nas outras a minha segunda metade foi bem mais lenta do que a primeira (mais de 10 minutos).

Não consegui forçar tanto quanto queria na segunda metade. E a primeira metade foi lenta demais em relação ao que poderia ter sido se eu forçasse como eu imaginava que seria possível. Resultado: 4:01:10. Fiquei satisfeito, principalmente por ter sido a primeira maratona em que não tive vontade de andar no final.

Corri de huarache da Xero Shoes. Acho que teria sido mais rápido com meu Newton MV2. Mas eu queria ter o pé mais no chão.

Foi bom ter conhecido pessoalmente o Leonardo Liporati, que correu descalço. Quem sabe em 2015 eu corra descalço a Maratona de Curitiba. Este ano não achei que estava pronto ainda.

E o Leonardo usou o método Gallowalk. Acho que vou usar na minha próxima maratona. Mas pra isso preciso treinar mais com o método.


Receba as postagens deste blog por email