terça-feira, 30 de outubro de 2012

Mais sobre o Método Maffetone

Fiz um comentario tão longo no blog Recorrido, do Danilo Balu (um blog que recomendo fortemente), que resolvi transformar em post.

Um monitor cardíaco da marca Suunto, modelo t3d.


Meu comentário se refere a isto que o Danilo escreveu:


Não tenho Garmin, tenho um frequencímetro que está perdido em casa e que devo ter usado 5 vezes na minha vida. Sou old school confesso. Mas há quem não saia sem ao menos 3 gadgets  presos ao corpo. Pra quem é desses, aqui 3 erros comuns de quem se guia pela FC.
Comentei:

Ainda bem que não cometo nenhum dos erros de quem se guia pela FC usando o Método Maffetone (baseado numa fórmula própria de FC)! rsrs

http://professoradolfo.blogspot.com.br/2012/10/minha-experiencia-com-o-metodo.html

Brincadeiras à parte, o fato é que treinar com o método Maffetone é muito agradável para algumas pessoas (algumas podem achar chato, é verdade). Isto deveria ser mais estudado. Pouco importa se não é “efetivo” (no sentido de melhorar a velocidade). Se for agradável e a saúde das pessoas melhorar, isso é o que mais importa.

Sei que não existem pesquisas que confirmem a eficácia do Método Maffetone. Porém, existem várias anedotas de pessoas que se dão bem com ele (por exemplo, o pessoal do grupo Huaraches no Google Groups http://groups.google.com/group/huaraches). E vários “especialistas” o recomendam. Destaco entre estes especialistas o Mark Cuccuzzella e o Stephen Sock-Doc Gangemi.

Acho que todos deveriam escutar estes dois podcasts:
http://sock-doc.com/2012/04/sock-doc-podcast-2/
http://trailrunnernation.com/2012/04/aerobic-vs-anaerobic/

E/ou ler isto aqui:
http://sock-doc.com/2012/01/sock-doc-training-principles/
e este
http://sock-doc.com/sock-doc-training-aerobic-foundation/

--- E você, o que acha de treinar com monitor cardíaco?

domingo, 21 de outubro de 2012

Minha experiência com o Método Maffetone até agora

Desde 05/09/2012 tenho usado o Método Maffetone nos meus treinos de corrida (o Método Maffetone está explicado neste link) e estou bastante satisfeito.

O método consiste em, numa primeira fase (aproximadamente 4 meses), fazer quase todos os treinos dentro da faixa de batimentos cardíacos entre (170-idade) e (180-idade). No meu caso, 130-140.

E o que acontece se, durante o treino, a pulsação passar de 140? Eu desacelero. Se necessário, até caminho (isto só acontece, atualmente, em subidas bem íngremes).

E se a pulsação cair abaixo de 130? Acelero. Acontece quando eu me distraio e começo a pensar nas questões da vida...


A cada mês é aconselhável fazer um teste MAF. Fiz o meu primeiro Teste MAF em  
18/10/2012  com os seguintes resultados:
Aquecimento (FC média 131): 10:08.
1a volta: 9:22.5.
2a volta: 9:17.1.
3a. volta: 9:35.
Nas 3 voltas: FC média de 138.
Cada volta tem aproximadamente uma milha (1609m).

Neste teste foi estranho ter melhorado o tempo na segunda volta. E foi relativamente difícil manter-me na Zona Maffetone durante as duas primeiras voltas. Às vezes subia demais, às vezes descia demais.

Um problema é que durante as voltas apareceram ovelhas, militares, etc. o que impediu um percurso regular sempre. Mas o maior problema mesmo são as pequenas subidas e descidas do percurso.

De 05/09/2012 até hoje, apenas em três ocasiões corri acima da Zona Maffetone: na Meia Maratona Noturna de Curitiba (22/09), Corrida da Caixa (30/09), MRC 2012 (13/10). Pretendo me manter agora sem fazer provas até 18/11/2012.



sábado, 20 de outubro de 2012

Maratona de Revezamento de Curitiba (MRC 2012)

Participei sábado passado (13/10/2012) da Maratona de Revezamento de Curitiba 2012, um evento organizado pela Nosso Time.

Largada


Ganhei a inscrição num sorteio realizado pelo blog Julian Runner, do Divino Julian, com a participação do blog do Luiz. Agradeço publicamente aos dois pela iniciativa!

Como a data era complicada para muitas pessoas do meu grupo de corrida (Pais e Mães do Colégio Positivo - Treinador João Batista), por ser um dia depois de um feriado, fizemos o revezamento numa dupla mista: eu e a também professora Lecy (e a corrida foi dois dias antes do Dia do Professor). Eram oito voltas, cada uma de 5.250m. Ela deu duas primeiras voltas (aproximadamente 10K) e eu 6 voltas (aproximadamente 32K). Nossas parciais estão em http://www.cronoserv.com.br/resultados/2012_10_13_MRC_PARCIAIS.HTM. Incorretamente fomos classificados como Dupla Masculina. Mas, já que ganhamos a inscrição de graça, não temos do que reclamar. O resultado geral está neste link.


A corrida foi bem organizada. A entrega dos kits foi tranquila e num local ótimo. A largada e a corrida se deram sem problemas. Os boxes do autódromo foram liberados para as equipes. Sugestão para o ano que vem: avisar às equipes para levar cadeiras/bancos, para os que ficam esperando sua vez.

Sobre o local da prova, o único problema é não ter árvores e em alguns pontos ter bastante vento. Fora isso, o local é bem plano, ideal para corridas deste tipo. Veja no meu registro no RunKeeper a altimetria das 6 voltas.

A corrida foi cronometrada pela Cronoserv, com chips descartáveis. A colocação do chip funcionou sem problema nenhum com meu Vibram FiveFingers.

As fotos do evento podem ser vistas no site da Vivo Esportes. E o que é melhor, de graça!

O momento da passagem do bastão


Para mim esta corrida foi ainda mais especial por dois motivos:
1) Minha filha estava comigo e a cada volta ficava me incentivando. Na chegada, cruzamos a faixa final de mãos dadas.
2) Bati meu recorde pessoal em distância. Nunca antes havia feito 32Km.

Além disso, estava com os amigos da Equipe Atletas pela Vida: Heitor, Gisele, Claudia e Adilson.

Minha chegada. Foto tirada pela minha filha.

 Vídeo dos organizadores

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Percurso da Maratona de Curitiba 2012

Em 18 de novembro de 2012 teremos a Maratona de Curitiba.

No site encontramos neste link o percurso da Maratona. Não é um percurso fácil. Deveria haver (será que já há?) uma fórmula para calcular o grau de dificuldade de Maratonas. Aposto que este percurso está entre os mais difíceis do Brasil.

Percurso da Maratona de Curitiba, disponível no site oficial da prova
(clique na imagem para ampliar)

O professor Heitor Lopes, da UTFPR, preparou e nos disponibilizou um arquivo .KMZ contendo percurso da Maratona de Curitiba 2012 (também aqui) para uso no Google Earth. Veja o perfil de elevação gerado pelo Google Earth abaixo.

Perfil de elevação da Maratona de Curitiba
(clique na imagem para ampliar)

E você, irá participar da Maratona de Curitiba? Qual sua expectativa? Escreva nos comentários abaixo!

Mais alguns links:

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Corridas do Fim de Semana na região de Curitiba

Apesar de ser feriado prolongado, teremos 3 corridas neste fim de semana na região de Curitiba.

Eu gostaria de participar da três, mas vou me conter para não me machucar...

A primeira será já na sexta, dia 12/10. Será a quarta etapa do Circuito Paranaense de Corrida Cross Country, organizada pela Naventura. Esta era a minha preferida do fim de semana. Infelizmente, por motivos de treinamento e questões familiares, não poderei participar. Nunca participei de uma corrida Cross Country e dizem que é muito bom.

A segunda será no sábado pela manhã: a Maratona de Revezamento de Curitiba MRC 2012. O clima está bem quente em Curitiba nesses dias. Será ótimo para quem quer treinar para a Maratona de Curitiba. Detalhe: esta corrida será em Pinhais-PR.

Por último, teremos uma corrida de rua em São José dos Pinhais-PR, no domingo pela manhã.

Boa sorte a todos que irão participar destas provas!




segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Circuito de Corridas Caixa 2012 - Etapa Curitiba

Participei ontem (30/09/2012) do Circuito de Corridas da Caixa, Etapa Curitiba. Ganhei a inscrição ao participar de uma promoção do podcast Contra-Relógio no Ar, em parceria com a Caixa. Aproveito para mais uma vez agradecer à Revista Contra-Relógio e ao podcast (o melhor no Brasil sobre corrida).

Medalha do Circuito Caixa 2012



A prova foi muito bem organizada. A entrega dos kits não teve muitas filas. O percurso dos 10K é oficial, medido pela CBAt.

Outra coisa muito boa é poder ver alguns atletas de elite. Estavam lá a Maria Zeferina Baldaia (http://pt.wikipedia.org/wiki/Maria_Zeferina_Baldaia), o Giomar Pereira da Silva (https://www.facebook.com/giomar.pereiradasilva), alguns atletas quenianos da Luasa (http://luasa.com.br/), entre outros. No final teve até recorde entre a elite, com vitória de um queniano e uma etíope.

Tinha muita gente correndo. Fiz uma corrida tranquila. Não estava em busca de recorde pessoal pois semana passada já tinha conseguido recorde pessoal na Meia-Maratona (http://professoradolfo.blogspot.com.br/2012/09/meia-maratona-2-missao.html) e meu objetivo agora é ver se consigo me preparar para uma Maratona. Terminei com 55:10 e com bastante fôlego. Uma sensação bastante agradável.

O mais curioso é que eu fui correndo para o local da corrida. Fiz 11K até chegar lá em um ritmo leve, com os batimentos cardíacos abaixo de 140 (um pouco abaixo da minha Zona Maffetone). Mas assim que começou a corrida, os batimentos foram a 160. Terminei a corrida com média de 164, sem ter me esforçado tanto. A emoção de estar numa corrida realmente mexe com a gente.

Links para outras coberturas:
Eu no meio, de laranja. À esquerda, o Luiz. À direita, o Julian. Os demais são amigos do Luiz/Julian.

Receba as postagens deste blog por email