quinta-feira, 28 de junho de 2012

Corrida Descalça - O Filme


Foi lançado ontem (27/06/2012) o trailer de "Corrida Descalça - O Filme":



O vídeo pode assustar algumas pessoas (como o Danilo Balu, do excelente blog Recorrido). É bem zen (como disse o Erik Neves, talvez zen demais). Por outro lado, talvez este vídeo atraia para a corrida pessoas que nem gostam de correr. Assista e forme sua opinião.

O Michael Sandler (que escreveu um livro que já comentei aqui neste blog) tem uma história de vida fantástica. Depois de um acidente gravíssimo, disseram a ele que talvez nem voltasse a andar. Correr? Com certeza nunca mais. Aos poucos, com a ajuda da possibilidade maior de sentir o chão (propriocepção) proporcionada pelos pés descalços, voltou a andar e a correr (muito melhor que muita gente por aí). E, segundo o Erik Nevesele "tem próteses de titânio no joelho e quadril esquerdos e uma diferença entre as pernas de 1 polegada".

Mais sobre o filme:

RunBare Barefoot Running Movie - Barefoot Angie Bee

PS:
Algumas leituras (não todas diretamente relacionadas ao vídeo acima) mas que me marcaram bastante nos últimos dias:




segunda-feira, 25 de junho de 2012

Minha estreia na Meia Maratona

Participei ontem (24/06/2012) da Meia Maratona de Curitiba. Foi minha estreia em uma corrida nesta distância (21 Km). Fiquei muito feliz em ter conseguido completar, pois tive problemas nas últimas duas semanas (dor no topo de pé esquerdo) e cheguei a pensar que talvez não fosse conseguir terminar.

Medalha da Meia-Maratona de Curitiba 2012


Decidi usar um tênis barato, mas com drop zero e uma sola flexível, para proteger melhor os músculos machucados do pé esquerdo. Deu certo. A dor foi desaparecendo ao longo da corrida. Pesou bastante a semana que fiquei sem treinar por conta da dor. Mas até que o tempo final, para uma estreia, não foi tão ruim: 2 horas, 0 minutos e 34 segundos.

O curioso é que hoje, um dia depois, quase não estou com dor no pé. Se soubesse disso teria corrido 21K durante a semana para chegar inteiro na Meia :)

O registro da minha corrida feita pelo aplicativo RunKeeper (onde você ver o trajeto, a elevação e minhas parciais) está neste link. E coloquei algumas informações adicionais em neste documento.


terça-feira, 12 de junho de 2012

2a. Corritaliabrasile 2012

Participei neste domingo (10 de junho de 2012) da 2a. Corritaliabrasile: http://www.procorrer.org.br/corritaliabrasile/index.html




Bastante gente (mais de 600 corredores) participou desta corrida que começa e termina no Restaurante Madalosso, um dos mais famosos de Curitiba, no bairro de Santa Felicidade. Estava bem frio (creio de 9 graus Celsius), mas nada que assustasse os corredores curitibanos.


O vencedor na corrida masculina foi Marco Antônio Capistrano e na feminina Edicléia Andrade. Veja os resultados completos no site da corrida ou no site da empresa de cronometragem. O mais curioso é que não encontrei fotos da corrida em nenhum site.

O percurso foi bem desafiador, pois tem várias subidas e descidas num percurso de aproximadamente 15Km:


Percurso planejado da 2a. Corritaliabrasile: 15Km



Altimetria divulgada pela organização da prova (melhor visualizada no site Linha de Chegada)


Por questões pessoais,  comecei a correr antes da largada (por volta do km 11), cheguei em frente ao Madalosso justamente na hora da largada e deixei a corrida quando chegaram novamente no km 11. Fiz 15,22Km (em 1h23m22s). O percurso total da corrida acabou sendo 15,2Km pois houve um desvio no Parque Barigui em relação ao percurso planejado, que está no site e na figura acima. O desvio foi para não passar por cima da ponte da Cândido Hartman (que está em obras). Em vez disso, entramos no Parque Barigui e saímos logo depois da ponte.

VEJA MAIS:
O método Gallowalk
Minha primeira Maratona...

E logo depois da ponte tem a pior subida (nada comparado a Corridas de Montanha). Veja nas imagens abaixo a diferença de altitude entre o começo e o fim da subida:

Começo da subida - Elevação 900m

Final da Subida - Elevação: 967m - Distância em relação ao início: 1310m

Como para mim era mais treino do que corrida (tendo em vista que havia participado de uma competição no dia anterior) e para evitar me machucar, usei o método Gallowalk, com intervalo de 30 segundos de caminhada a cada 4 minutos de corrida. Minhas parciais podem ser vistas em http://bit.ly/LK9C97 (no centro à esquerda, abaixo do mapa, com boa resolução) e na figura abaixo (com pior resolução).

Mesmo usando o Gallowalk, me animei demais em alguns trechos, indo mais rápido do que deveria, considerando que era apenas um treino. De acordo com o RunKeeper (que por usar GPS não é confiável) teve parcial que um fiz a um ritmo de 4 minutos por km. Rápido demais para meu estágio atual.

O único problema de participar de uma corrida usando o método Gallowalk é que quando você começa a caminhar tem gente que pensa que você cansou e fica te estimulando a continuar correndo. Aí quando você volta a correr e deixa para trás aquela pessoa (que te estimulou a continuar a correr por educação) parece que você está sendo chato.

Um último destaque: ao longo do percurso encontrei duas pessoas falando palavras de incentivo para os corredores: um homem no Parque Barigui e uma mulher na Cândido Hartman (depois da grande subida). Isto é muito bom! Mais não-corredores deveriam acordar de madrugada para estimular os corredores :)

PS: Estou revendo este texto e publicando na terça-feira. Ainda hoje alguns músculos dóem :)

sábado, 9 de junho de 2012

Minha primeira Maratona... de Revezamento

Participei hoje (09/06/2012) da minha primeira Maratona. Foi uma Maratona de Revezamento. Aconteceu hoje aqui em Curitiba, no Parque Náutico. Começou às 8h e, para mim, terminou por volta das 12h. Estava bem frio (tinha corredor que fumaçava após correr :), mas bem animado.

Medalha da Maratona de Revezamento de Curitiba 2012

Minha equipe (Atletas pela Vida) era um Quarteto Masculino. Éramos eu, meu colega de trabalho professor Heitor, o professor Hugo e o Leandro. Cada um de nós correu 10.460m pois, segundo a organização da corrida, a volta no Parque Náutico tinha 5.230m e cada um de nós deu duas voltas. Nosso tempo foi de 3:51:40 (3 horas, 51 minutos e 40 segundos).

Camiseta da Maratona de Revezamento de Curitiba 2012
 
VEJA MAIS:
O método Gallowalk
Correndo com os quenianos

Havia  outra equipe Atletas pela Vida, um Octeto Misto, formado por amigos e esposas dos membros da minha equipe. Pessoal muito animado, que me acolheu muito bem (minha equipe de origem é a Pais e Mães do Colégio Positivo). Mas, curiosamente, o resultado deles não foi publicado. Foi o único problema que encontrei na organização, até agora. Todo o resto foi bem organizado. Tinha hidratação no km 2 e isotônico no final da prova. As camisetas eram boas.

Equipes Atletas pela Vida


Pórtico de chegada


Minhas parciais foram de 24:34 e 24:33. Foram a sétima e a oitava voltas. Fomos todos prejudicados pelas chuvas que caíram em Curitiba nos últimos dias. Um trecho de aproximadamente 500m entre o km 3 e o km 4 estava bastante molhado e enlamaçado. Veja nas fotos abaixo como foi a corrida:


























Fiquei muito satisfeito com meu resultado, principalmente levando em consideração que acordei cedo mas só comecei a correr mesmo por volta das 11h. Estava usando meu par de Vibram Five Fingers KSO.

A lista dos participantes está no site dos organizadores Thomé e Santos Eventos Esportivos. De acordo com o site estavam inscritos:
  • 4 duplas femininas
  • 19 duplas masculinas ou mistas
  • 6 quartetos femininos
  • 29 quartetos masculinos ou mistos
  • 8 octetos femininos
  • 16 octetos masculinos ou mistos
De acordo com o regulamento, qualquer equipe que tivesse ao menos um homem era considerado, para efeitos de resultado. Por isso que não diferenciei as equipes masculinas das mistas na listagem acima. Se todas as equipes inscritas estiveram lá, tivemos ao todo 378 corredores hoje. Mas, de acordo com os resultados oficiais, apenas 79 equipes concluíram. Porém, como disse antes, sei de pelo menos uma equipe que esteve lá mas cujos resultados não aparecem na listagem oficial. 

A equipe vencedora foi a dos Supermercados Jacomar:



Encontrei por lá também o Luiz do blog Corridas de Rua do Luiz. Ele estava com a equipe CEIZS Run. Quando estava saindo vi ele chegar, feliz da vida, para completar a participação de sua equipe. Logo logo ele deverá escrever um belo post no blog dele.

Gostei muito desta Maratona. No site da organização está prevista outra edição, desta vez noturna e no Parque Barigui. Se você puder, participe!


quarta-feira, 6 de junho de 2012

O método Gallowalk (também chamado de método correr-caminhar-correr de Jeff Galloway)


Fiquei sabendo pela primeira vez do método Gallowalk através do Leonardo Liporati, que correu a Maratona da Linha Verde usando o método. Depois o Renny Silva disse que também usou o método numa Maratona. Gostei da ideia do método. Experimentei em alguns treinos. Gostei mais ainda. Parece que a gente fica menos cansado após treinos neste estilo.

Para saber mais sobre o método, li o texto indicado pelo Leonardo. E brinquei com a calculadora que ele também indicou.

Calculadora Gallowalk fornecida pelo Twin City Track Club



Hoje, pesquisando na Internet por material em Português, para os leitores deste blog, encontrei o texto abaixo, que é basicamente uma tradução do texto indicado pelo Leonardo. Fiz uma adaptação do original que está em http://www.acorba2.blogger.com.br/pg_dicas_pausa_imp.html.

Leiam e conheçam o método Gallowalk (também chamado de médtodo correr-carminhar-correr de Jeff Galloway). Depois assistam no final um vídeo com Jeff Galloway (em inglês).



"A Pausa que Refresca"

por Jeff Galloway - Artigo publicado na Edição de outubro de 2000 da revista Runner's World
Utilizadas corretamente, pausas para caminhar podem conduzi-lo a um Recorde Pessoal na maratona.

Pausas para caminhar durante uma maratona não são benéficas apenas para os "pangarés". É lógico que inicialmente elas foram importantes para ajudar as pessoas a simplesmente completar uma maratona. Mas o que muitas pessoas ainda não compreenderam é que pausas para caminhar podem realmente ajudá-lo a correr mais rápido - mesmo se você faz uma maratona em menos de 3 horas.

Pode parecer contra-intuitivo parar e andar no meio de uma corrida, mas já conversei com inúmeros corredores que obtiveram seus Recordes Pessoais fazendo exatamente isso. As pausas para caminhar funcionam porque reduzem a intensidade de sua corrida. Esta prática conserva recursos durante a primeira metade da maratona, de modo que você será capaz de aumentar a velocidade no final. Você irá permitir a recuperação de seus músculos enquanto continua a avançar na corrida.

As pausas para caminhar oferecem ainda um benefício psicológico, porque elas dividem a maratona em uma série de etapas mais facilmente administráveis. Um corredor, com tempo de maratona abaixo de 3 horas, explicou desta maneira: Em vez de pensar, depois de correr 32,2 Km, que faltava ainda correr 10 Km, eu dizia para mim mesmo, "falta 1,6 Km até a minha próxima caminhada". Eu sempre sentia que eu podia correr 1,6 Km mais.

Finalmente, pausas para caminhar permitem que você se recupere mais rápido depois da maratona. Na minha experiência, maratonistas que correm/andam durante a maratona, mesmo uma difícil, usualmente voltam a correr normalmente 2 a 3 dias depois.


Quanto tempo e com qual freqüência?


Minha recomendação é que sejam efetuadas pausas para andar até completar 29 Km na maratona. Depois disso você pode reduzir ou eliminar as caminhadas, dependendo de como você se sinta.

Se você achar difícil voltar a correr depois de uma pausa andando, você está começando suas caminhadas tarde demais na corrida. As mais importantes caminhadas são as iniciais. Se você tiver problemas para voltar a correr, na sua pausa tente avançar arrastando os pés em vez de caminhar.

Lembre-se de ser cortês: Para evitar atrapalhar os que estão atrás de você, desloque-se para o lado de fora da pista antes de começar a andar.

Maratonistas novatos (1a. vez): Obedeça o padrão que você usou nos treinos, caminhando 1 minuto para cada 3 a 5 minutos de corrida.

Maratonistas experientes: Utilize as indicações da tabela abaixo, de acordo com seu objetivo de tempo da maratona.

Pelo fato de você continuar a avançar, uma pausa de 1 minuto aumenta seu tempo por 1,6 Km em apenas 15 a 20 segundos, dependendo da rapidez com que você caminha. Leve isto em conta quando você decidir em que ritmo você irá correr entre as pausas. Pratique esta técnica nos seus longões e ela se tornará natural.



Sugestão para Caminhar
As pausas variam, dependendo de seu objetivo de tempo.
Aqui está um guia.
Objetivo
Estratégia
5:30 h ou mais
1 a 2 minutos de caminhada depois de cada 3 a 4 minutos de corrida
5:00 h a 5:29 h
1 minuto de caminhada depois de cada 4 a 5 minutos de corrida
4:30 h a 4:59 h
1 minuto de caminhada depois de cada 6 a 7 minutos de corrida
4:00 h a 4:29 h
1 minuto de caminhada depois de cada 7 a 8 minutos de corrida
3:30 h a 3:59 h
1 minuto de caminhada depois de cada 1,6 Km
3:16 h a 3:29 h
30 segundos de caminhada depois de cada 1,6 Km
3:08 h a 3:15 h
15 segundos de caminhada depois de cada 1,6 Km
2:50 h a 3:07 h
10 segundos de caminhada depois de cada 1,6 Km
Outras Corridas...
Caminhadas periódicas não são válidas apenas para a maratona. Mesmo corredores de 5 km podem utilizá-las.
Aqui está uma guia para os iniciantes:
5 km a 10 km - 30 a 60 segundos de caminhada depois de cada 800m a 1,6 Km
10 km a 20 km - Ande no mínimo 30 segundos depois de cada 1,6 Km, pelo menos na primeira metade da corrida.
mais de 20 km - Ande no mínimo 60 segundos depois de cada 1,6 Km, pelo menos na primeira metade da corrida.


Adaptado por Adolfo Neto do texto que está em http://www.acorba2.blogger.com.br/pg_dicas_pausa_imp.html





Jeff Galloway explicando seu método

Receba as postagens deste blog por email