domingo, 13 de maio de 2012

Nascido para Correr Descalço

Estou lendo o livro Barefoot Running: How to Run Light and Free by Getting in Touch with the Earth, de Michael Sandler e Jessica Lee. Abaixo vão alguns trechos e anotações do Capítulo  4 do livro, chamado de Nascido para Correr Descalço: A Filosofia de um Movimento Antigo.



O livro começa com a citação de uma frase do grande corredor etíope Haile Gebrselassie.

Fonte: Wikipédia.
 
"I will always listen to my coaches. But first I listen to my body. If what they tell me suits my body, great. If my body doesn’t feel good with what they say, then always my body comes first."Haile Gebrselassie

"Eu sempre escuto os meus treinadores. Mas em primeiro lugar eu escuto o meu corpo. Se o que os treinadores dizem se adequa ao meu corpo, ótimo. Se meu corpo não se sente bem com o que eles estão dizendo, então meu corpo sempre vem em primeiro lugar."Haile Gebrselassie

Haile, ex-recordista mundial da Maratona, em primeiro lugar, escuta seu corpo. A maioria de nós não cresceu descalço. Os músculos, tendões e ligamentos em nossos pés, tornozelos, joelhos, pernas e quadris atrofiaram ou nunca se desenvolveram totalmente.

É preciso 3 grandes mudanças em pensamento para correr descalço:

  1. Nenhuma dor é igual a ganho máximo
  2. Você deve ir devagar para ir rápido
  3. Descansar não significa que você seja preguiçoso

Precisamos fazer crescer nossos próprios calçados e eles não crescem da noite para o dia.

Segundo Craig Richards, os primeiros seis meses são a parte mais inclinada da curva de aprendizagem para o corpo, quando a maior parte do crescimento e da mudança ocorre e quando você está mais suscetível a machucar-se.

Os músculos usados para aterrisar com o calcanhar tem que atrofiar para permitir atingir a forma adequada.

Michael Sandler correu 100 jardas (91 metros) no primeiro dia de corrida descalça. 2 dias depois: correu 200 jardas (182 metros).

  1. Deixe seu corpo ditar quão rápido, quão distante e com que frequência correr.
  2. Corra com forma natural, atentando para o comprimento da passada e o toque do pé.

3 REGRAS SIMPLES PARA SEGURANÇA


  1. Pare de correr descalço assim que você parar de se divertir
  2. Pare de correr descalço assim que você sentir a mais leve sensação de dor
  3. Nunca deixe seu orgulho entrar no caminho e impedir você de parar (às vezes você tem que calçar um minimalista)

Se você é um corredor rápido, seus músculos são fortes mas seus pés são ainda fracos.

sábado, 12 de maio de 2012

Alan Turing, o corredor

Este ano marca o centenário de nascimento de Alan Turing, considerado por muitos o pai da computação.


Inline image 1
Alan Turing, usando um calçado minimalista


O que muitos não sabem é que, além de ser um matemático, Turing foi um corredor. Ele fazia parte do Walton Athletic Club, um clube de corredores amadores em um subúrbio de Londres.

Seu melhor tempo na Maratona foi 2:46:03, aos 35 anos. Este tempo, hoje em dia, o qualificaria facilmente para a Maratona de Boston, uma das mais famosas do mundo. Na Maratona de Boston 2011, este tempo o classificaria na posição 293 entre 4850 corredores na faixa etária de 18 a 39 anos.

O artigo na Wikipédia sobre Turing diz ainda que de vez em quando ele corria 40 milhas (64Km)  para ir a reuniões de trabalho. Hoje em dia, isto o qualificaria como um ultra-maratonista.

Ele era também ciclista. Aos 14 anos ele pedalou 60 milhas (quase 100Km) de Southhampton até uma escola em Sherborne durante a greve geral de 1926.

A data exata do centenário de Turing será 23 de junho de 2012. No dia 24 de junho teremos a Meia-Maratona de Curitiba, da qual pretendo participar. Quem sabe não participo fazendo uma homenagem a Turing? Alguém tem alguma ideia de como homenageá-lo? Com certeza irei usando um calçado minimalista, como os que Turing usava (já que na época não existiam tênis de corrida não-minimalistas).



Um detalhe complementar: estou lendo um livro chamado Quiet - The Power of Introverts, de Susan Cain. Turing parece ser mais um exemplo de gênio introvertido.

PS: Em 23/03/2013 aconteceu uma corrida em homenagem a Alan Turing em Porto Alegre.

Correndo com os Quenianos

Para quem não sabe, os quenianos são atualmente os melhores corredores de longa distância (Maratonas e Meias-maratonas), seguidos de perto pelos etíopes.

A lista dos melhores tempos em Maratonas no ano passado (2011) está recheada  de quenianos. O melhor tempo não-queniano em 2011 foi do nosso Marilson Gomes dos Santos. A lista de 2012 está sendo dominada pelos Etíopes. Mas ainda é cedo. E, segundo o pessoal do podcast Contra-Relógio no Ar, Quênia x Etiópia na Maratona é como se fosse Brasil x Argentina no futebol.

O atual recordista mundial da Maratona (Patrick Makau) é queniano.

Aqui no Brasil conhecemos relativamente bem os quenianos. Eles geralmente participam muito bem da nossa principal corrida: a Corrida de São Silvestre, que acontece em 31 de dezembro. De 1992 até 2011 os quenianos venceram 12 São Silvestres masculinas. O grande Paul Tergat venceu três vezes seguidas!

Paul Tergat
Na São Silvestre feminina, as quenianas começaram a ganhar em 1993. Mas, de lá para cá, ganharam 9 vezes. E as três últimas vitórias foram de quenianas. Priscah Jeptoo ganhou a corrida de 2011:

Priscah Jeptoo
Desde que a São Silvestre passou a ser uma corrida internacional, o Quênia é o país com mais vencedores.

E não é só no Brasil. Corredores quenianos (e etíopes, marroquinos, eritreus) vencem corridas de 10K, 15K, Meias-maratonas e Maratonas em todo o mundo.

Por que estou escrevendo tudo iso? Porque num próximo post vou comentar o livro Correndo com os Quenianos, de Adharand Finn. Já escrevi um pouco sobre o livro em um post anterior. Infelizmente o livro por enquanto só está disponível em inglês. Na Amazon tem duas versões: uma em  inglês britânico (o autor é britânico) e outra em inglês americano, que será lançada em 15 de maio. O livro é excelente, e curto. Dá para ler num final de semana. E nos ajuda a entender porque os quenianos são tão bons em corrida. Segundo o autor, não é genética (como muitos pensam aqui no Brasil).



quinta-feira, 10 de maio de 2012

International Barefoot Running Day report

Last Sunday was the International Barefoot Running Day. We had an activity here in Curitiba, Brazil. I was the organizer. It happened on Barigui Park, one of the best parks in Curitiba.

It was a cold day. The activity started at 8am. Too early for such a day. But  one person showed up! I was expecting none. We talked a lot about how we discovered barefoot running (in bothy cases, Born to Run) and after that we went for a short run which I recorded with RunKeeper.

See some photos of the place and the participants below:


 



Relatório do Dia Internacional da Corrida Descalça

Domingo passado (6 de maio) foi o Dia Internacional da Corrida Descalça. Tivemos uma atividade aqui em Curitiba. Eu fui o organizador. Aconteceu no Parque Barigui, um dos melhores parques de Curitiba.

Era um dia frio. A atividade começou às 8 da manhã. Cedo demais para um dia desses. Mas uma pessoa apareceu! Eu não estava esperando ninguém. Conversamos sobre como descobrimos a corrida descalça (em ambos os casos, tudo a ver com Nascido para Correr) e depois disso saímos para uma corridinha que registrei com meu RunKeeper.


Veja algumas fotos do local e dos participantes acima.

domingo, 6 de maio de 2012

5a. Corrida do Rebouças

Sobre a Corrida

Participei domingo passado (29 de abril de 2012) da 5a. Corrida do Rebouças. Como o próprio nome indica, a corrida aconteceu no bairro Rebouças, em Curitiba. A corrida foi organizada pela Associação Procorrer de Incentivo ao Esporte (não pela Loja Procorrer, que é uma das melhores lojas de material esportivo de Curitiba, a única que vende Vibram FiveFingers e Saucony Hattori por aqui). A organização foi boa. Deu tudo certo, até onde sei. Foram 251 concluintes nos 5K e 629 nos 10K.

Logo da Corrida no site Exercite-se.com

O dia anterior foi bem chuvoso, mas durante a corrida não choveu. O asfalto estava molhado. Os organizadores disseram que era um percurso bem plano e de fato consegui bater meu recorde pessoal: fiz 45:19 nos 10K (como pode ser visto aqui).

Fotos da corrida podem ser vistas no site da Exercite-se.com e também na Vivo Esportes.

Foto da largada feita pela Vivo Esportes


Relato da minha participação



Como disse antes, o asfalto de fato estava molhado. Não choveu durante a corrida. Clima bom para correr.

Tive alguns problemas durante a corrida:

1) Logo no começo me senti meio pesado, frio, apesar de ter aquecido por uns 10 minutos antes da prova.

2) Senti uma leve dor de cabeça no início. Depois passou. Poderia ter ido mais rápido se não fosse ela.

3) Eu estava sentindo o meu pé esquerdo meio dormente. Acho que era porque o chip estava preso com velcro neste pé. Parei para afrouxar o velcro mas não adiantou. Fui até o fim sentindo o pé meio dormente.

4) Em vários trechos o asfalto era bem "chokito". Em um pequeno trecho eram paralelepípedos. Tive que desacelerar.

Amostra de foto da mim tirada pela Vivo Esportes 


Mesmo assim, fiz meu melhor tempo até hoje: 45:19. Mais de três minutos a menos que meu recorde pessoal anterior, que era de 48:40.

Logo após a corrida estava tudo um pouco dolorido: a panturrilha, os músculos da coxa, os músculos dos pés. Mas dois dias depois já estava tudo bem.

Acho que fui rápido demais para minha técnica atual. Preciso treinar mais a técnica, fazer mais exercícios que corrigem a forma, como estes aqui.

Próximos desafios

 

Pretendo participar da próxima corrida organizada pela Procorrer: a Segunda Corritaliabrasile, em 10 de junho, com percurso de 15K.


sexta-feira, 4 de maio de 2012

Dia Internacional da Corrida Descalça 2012

Olá,

Como avisado em post anterior, neste domingo acontecerá o Dia Internacional da Corrida Descalça 2012. Em Curitiba será no Parque Barigui. Mais informações aqui: Curitiba.

O Dia Internacional da Corrida Descalça já foi divulgado em outros blogs:
- Barefoot Brasil

Saiu no portal 02 por Minuto e, com melhor cobertura, no blog do Sérgio Rocha da Revista Contra-Relógio.

Um vídeo sobre o Dia da Corrida Descalça em 2011 pode ser encontrado no Youtube.




Em relação à matéria no portal 02 por Minuto, escrevi:

Quanto às restrições do fisioterapeuta à corrida descalça, é bom saber que existem médicos e fisioterapeutas que não concordam com ele. 

Um médico que ensina a correr descalço é o Dr. Mark Cucuzzella. vejam dois bons vídeos com ele (que é Maratonista sub-3h):

http://www.youtube.com/watch?v=zSIDRHUWlVo
http://www.youtube.com/watch?v=kpnhKcvbsMM

Outros exemplos:
Lee Saxby http://www.vivobarefoot.com/us/barefoot-expert/
Steve Gangemi http://sock-doc.com/


O site do professor de Harvard que faz pesquisas sobre corrida descalça é:http://barefootrunning.fas.harvard.edu/

Esta matéria sobre ele na Harvard Gazette está ótima:
http://news.harvard.edu/gazette/story/2012/04/chasing-down-a-better-way-to-run/

Para quem prefere vídeo, assista 
http://www.youtube.com/watch?v=7jrnj-7YKZE

Outra cientista de Harvard que apoia a corrida descalça é a Irene Davis:
http://barefootrunning.com/?page_id=1219

Ela trabalha no Spaulding National Running Center (associado a Harvard):http://www.runsnrc.org/RUNSNRC/Home.html

É a diretora de lá:
http://www.runsnrc.org/RUNSNRC/Director.html

Bem, existem vários outros exemplos. Mas argumentos de autoridade valem pouco. O importante são as pesquisas. E o ônus da prova está com quem defende correr calçado. Estes é quem precisam demonstrar que correr calçado é mais saudável do que correr descalço.

Muitos cuidados precisam ser tomados ao começar a correr descalço. Isto está abordado em Como Começar a Correr Descalço e será comentado na Clínica do Dia Internacional da Corrida Descalça.

Receba as postagens deste blog por email