segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Aprovados em Engenharia de Computação e Sistemas de Informação - UTFPR Campus Curitiba - Segunda Fase do SISU

ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO
Nome do CandidatoCód. Inscrição do EnemTurno
ALAN RIBEIRO200921690596Integral
ANA CAROLINA CAVALCANTI DE MENEZES200922087988Integral
ANDERSON PAZ DE ALBUQUERQUE200920523213Integral
ANDRE LUIZ COSTANTINO BOTTA200920044673Integral
BRUNO RESENDE PERRY DE SAMPAIO200920189082Integral
DAVID KIL200921667128Integral
FABRYCIA PATTA KESSLER200921338385Integral
FELIPE ORTOLAN CABRAL200920139883Integral
FLAVIENE SCHEIDT DE CRISTO200920730765Integral
GABRIEL RESENDE FERRARI200922283737Integral
GEISON AUGUSTO DARTORA200923341714Integral
GUSTAVO HENRIQUE PACANARO200920685578Integral
HADRYEL RUDA ACIOLI HOLANDA200922650605Integral
NICHOLAS ALEXANDER DRABIK DE ALMEIDA200922567022Integral
PEDRO ERNESTO AMARAL DOS SANTOS200921217766Integral
RODRIGO FREITAS LEITE200922194235Integral
SAMUEL VICENTE FRANCISCON ELIAS200920407973Integral
SANDERSON DUTRA DA COSTA200920902619Integral
STEFAN CAMPANA FUCHS200921581191Integral
THALES PAULI FAIS200922064082Integral
THIAGO BELLO DE MENEZES200924665868Integral
VANESSA BRAGANCA WREZINSKI200921066929Integral
VINICIUS PLACERES VANDERLEY200921577106Integral


SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

Nome do CandidatoCód. Inscrição do EnemTurno
ANDRE CAMARGO COSTA200921303474Integral
CAIO VINICIUS GARCIA MORALES200921458869Integral
DANILO CAMARGO DELGADO200921019396Integral
DAYRA LIZ MILLEO COSTA KWITKO200922670993Integral
ERNANI WILLEMBERG RIBEIRO200923369752Integral
FABIO QUIRGO COELHO200922051428Integral
FERNANDA SALOMON MENDES200923066705Integral
GABRIEL JOSE LAZARINE200920085116Integral
GISELE JULIA CASSIANO DOS SANTOS200922207886Integral
HENRIQUE GONCALVES BEIRA200920318241Integral
JOAO PAULO APOLINARIO PASSOS200920023287Integral
LEONARDO FRANCHI ZECLHYNSCKI200921634206Integral
LUIZ PHILIPPE MORO DO CARMO200921430759Integral
MARIO SERGIO RODRIGUES200921881273Integral
STEPHANIE CAROLINE MEYER DE QUADROS200921773499Integral
VINICIUS PFLANZER DE OLIVEIRA200920318128Integral
VINICIUS SCAQUETTI TAVARES200923584807Integral


quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Charada lógica: Quem é Miguel?

Existem dois gêmeos idênticos. Um sempre mente (ou seja, é mentiroso) e o outro sempre diz a verdade (ou seja, é verdadeiro).

Um dos gêmeos se chama Miguel. Não sabemos o nome do outro gêmeo.

E ninguém sabe se quem mente é Miguel ou o outro irmão.

Suponha que você encontre os dois irmãos e queira descobrir qual deles é Miguel. E você só pode fazer uma pergunta a um deles, e a pergunta tem que ser respondida por sim ou não. Além disso, a pergunta não pode ter mais de três palavras.

O que você perguntaria?

Por exemplo, se você perguntar a um dos dois "Você é Miguel?" não vai funcionar; quer a resposta seja sim ou não você não vai poder concluir nada, pois você não sabe se o irmão que te respondeu está mentindo ou não.

Se perguntarmos "Água é molhada?" também não vai adiantar. A única coisa que você vai descobrir é quem é o verdadeiro e quem é o mentiroso, mas não quem é Miguel.

Já a pergunta "Você é mentiroso?" será inútil.  A resposta será sempre não...

Então, que pergunta vai funcionar para descobrir quem é Miguel dentre os dois gêmeos?



Adaptado a partir do conteúdo das páginas 15-16 do livro:

SMULLYAN, Raymond. Alice no País dos Enigmas. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2000.


segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

A técnica do mínimo, Max Gehringer

Existe uma estatística baseada mais no bom senso do que na técnica: a regrinha dos 5%. Segundo essa regra, de tudo o que nós escutamos, vemos, falamos, lemos ou escrevemos, apenas 5% realmente interessam. O resto é descartável.

Da mesma forma, de cada 100 estagiários contratados por empresas, somente 5 chegarão a cargos de chefia. De cada 100 pequenos negócios abertos, somente 5 se transformarão no sucesso que o dono sonhava. De cada 100 bons alunos, somente 5 repetirão na vida profissional o bom desempenho que tiveram na escola.

A mesma regra vale para o trabalho. Se nós passamos 40 horas por semana em uma empresa, durante apenas 5% do desse tempo - ou duas horas - estaremos fazendo alguma coisa pela qual poderemos ser lembrados no futuro. As outras 38 horas são gastas em tarefas de rotina ou em bate-papos inúteis.

Essa lição da importância dos 5% eu devo au meu saudoso professor Wantuil. No primeiro dia de aula, o professor Wantuil adentrava a classe, sentava-se à mesa e ficava em silêncio, enquanto os alunos - naquela tradicional rebeldia da juventude - ignoravam sua presença e ficavam falando alto e fazendo algazarra. Alguns minutos depois, o professor Wantuil se levantava, na maior tranquilidade, e dizia: "95% de vocês não vão chegar a lugar algum na vida. Serão fracassados que ficarão reclamando que o mundo não é justo. Logo, eu não tenho nada a ensinar para vocês. Continuem com a bagunça. Se quiserem faltar às aulas, não tem problema, eu dou presença. Eu estou interessado em dar aula apenas para aqueles 5% que serão um sucesso." E a classe imediatamente ficava em silêncio, porque todo mundo se considerava dentro dos 5%.

A lição funcionou perfeitamente, no caso do professor Wantuil. Eu devo ter tido uns 100 professores na vida, e ele é um dos 5 de quem eu me lembro.

Fonte: ROMÃO, Cesar et alli. Superdicas para ensinar a aprender. São Paulo: Saraiva, 2009. p. 77-78.

sábado, 13 de fevereiro de 2010

Charada lógica: Quem roubou a geléia?

"PRIMEIRA HISTÓRIA

- Que tal nos preparar umas tortas saborosas? - perguntou o Rei de Copas à Rainha de Copas num dia fresco de verão.

- De que adianta fazer tortas sem geléia? - retrucou a Rainha, furiosa. A geléia é a melhor parte!

- Então, use geléia - disse o Rei.

- Não posso! - gritou a Rainha. Minha geléia foi roubada.

- É mesmo!?! - disse o Rei. Isso é muito grave! Quem a roubou?

- Como é que você espera que eu saiba quem a roubou? Se soubesse, eu a teria recuperado há muito tempo e, de quebra, teria a cabeça do patife!

Bem, o Rei mandou seus soldados explorarem a região em busca da geléia perdida, e ela foi encontrada na casa da Lebre de Março, do Chapeleiro Louco e do Leirão. Todos os três foram imediatamente detidos e julgados.

- Ora, ora! - exclamou o Rei no julgamento. Quero chegar ao fundo dessa história! Não gosto de gente entrando na minha cozinha e furtando minha geléia!

- Por que não? - perguntou um dos porcos-da-índia.

- Abafem esse porco-da-índia! - gritou a Rainha. O porco-da-índia foi prontamente abafado. (Quem leu as Aventuras de Alice no País das Maravilhas há de estar lembrado do sentido da palavra abafar: os oficiais da corte puseram o porco-da-índia dentro de um saco de lona cuja boca era amarrada com cordões, e sentaram em cima dele.)

- Pois muito bem - disse o Rei, depois de serenada a comoção do abafamento do porco-da-índia -, quero chegar ao fundo dessa história!

- O senhor já disse isso - observou um segundo porco-da-índia (e também foi prontamente abafado).

- Por acaso você roubou a geléia? - perguntou o Rei à Lebre de Março.

- Eu nunca roubei a geléia! - defendeu-se a Lebre de Março. (A essa altura, todos os porcos-da-índia restantes aplaudiram, e todos foram prontamente abafados.)

- E quanto a você? rugiu o Rei para o Chapeleiro, que tremia feito vara verde. Acaso é você o culpado?

O Chapeleiro não conseguia emitir uma palavra; apenas ficou parado ali, com a respiração entrecortada, bebericando seu chá.

- Se ele não tem nada a dizer, isso só faz provar sua culpa - disse a Rainha -, portanto, cortem-lhe a cabeça imediatamente!

- Não, não! - implorou o Chapeleiro. Um de nós a roubou, mas não fui eu!

- Tomem nota disso! - disse o Rei ao júri. Essa prova pode vir a ser muito importante!

- E que tal você? - prosseguiu o Rei, dirigindo-se ao Leirão. Que tem a dizer sobre tudo isso? A Lebre de Março e o Chapeleiro estão dizendo a verdade?

- Pelo menos um deles está - respondeu o Leirão, que então caiu no sono pelo resto do julgamento.

Como revelaram investigações posteriores, a Lebre de Março e o Leirão não estavam ambos dizendo a verdade.

Quem roubou a geléia?"

Extraído das páginas 19-20 do livro:

SMULLYAN, Raymond. Alice no País dos Enigmas. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2000.

Responda nos comentários. Se estiver correta sua resposta será publicada.



quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Mensagem do professor Carlos Eduardo Ferreira (IME-USP) sobre a participação do Brasil na Final Mundial da Maratona de Programação (ICPC)

Olá,
Na semana passada ocorreu em Harbin, China, com uma temperatura sempre abaixo de -10 graus Celsius, a final mundial do ICPC da ACM (International Collegiate Programming Contest), a competição para a qual a Maratona de Programação é classificatória. A Maratona de Programação é um evento realizado pela SBC em parceria com a Fundação Carlos Chagas que reuniu, em 2009, 410 times de 145 instituições de ensino brasileiras.

Sete times brasileiros qualificaram-se para representar o país na final mundial do ICPC. Com o apoio da Fundação Carlos Chagas realizamos em São Paulo de 4 a 26 de janeiro um treinamento intensivo para a competição, com a participação, inclusive, de um técnico de uma das principais equipes russas da competição. E o treinamento mostrou bons resultados. Tivemos dois times que resolveram 5 problemas dos 11 propostos (a equipe campeã resolveu 7 problemas): a equipe da UFPE e do IME-USP. Ambas terminaram a competição em 14o. lugar, empatadas com outras instituições de renome internacional (como MIT, Carnegie Mellon, Cornell, etc). A equipe da UFPE sagrou-se campeã entre os times latino-americanos, título que o Brasil não conquistava desde 2005. Duas equipes brasileiras ficaram com 4 problemas na 36a. colocação: o IC-Unicamp e o ITA. Os times da UFSC e UFS fizeram 3 problemas e o da PUC-Rio resolveu 2 problemas. Foi um desempenho excelente do grupo brasileiro, e por muito pouco não figuramos entre os medalhistas da competição. O resultado completo pode ser visto:

http://cm.baylor.edu/ICPCWiki/Wiki.jsp?page=Results%20World%20Finals%202010

A Maratona de Programação vem se consolidando ano a ano como um evento de grande sucesso no país, e estamos caminhando para ter equipes bem colocadas em nível mundial. Os resultados deste ano são uma mostra de que isso está muito próximo.

A competição em 2010 terá novamente duas fases. A primeira, distribuída pelo país, ocorre em 19 de setembro. A final brasileira ocorrerá em Joinville, nos dias 23 e 24 de outubro. A competição será classificatória para a final mundial do ICPC de 2011, que ocorrerá no Cairo, Egito! Formem suas equipes!! Participem!

Aproveito para parabenizar os técnicos e competidores de todas as equipes que foram à final mundial e agradecer o apoio que temos recebido da Fundação Carlos Chagas, nossa parceira no evento desde 2006.

--
Carlos E. Ferreira
Fonte: https://grupos.ufrgs.br/pipermail/sbc-l/2010-February/010008.html

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Charada lógica: O primeiro julgamento

Na estória "A Dama ou o Tigre?" de Franck Stockton, um prisioneiro deve escolher entre dois quartos: um contém uma dama e o outro contém um tigre. Se ele escolher o primeiro, casa-se com a dama; se escolher o segundo, ele (provavelmente) será devorado pelo tigre.

O rei de uma certa região leu a estória e teve uma ideia:
- É a estratégia perfeita para experimentar com meus prisioneiros! Disse ele certa vez para um de seus ministros.

- Porém, eu não deixarei ao cargo da sorte. Colocarei placas nas portas dos quartos e direi certos fatos ao prisioneiro sobre as placas. Se o prisioneiro for esperto e souber raciocinar logicamente, ele irá salvar sua vida -- e ganhará uma bela noiva com um bom dote!

- Ideia excelente! Disse o ministro

No primeiro dia aconteceram três julgamentos. Nos três o rei explicou para o prisioneiro que cada um dos dois quartos continha uma dama ou um tigre, mas poderiam haver tigres nos dois quartos, ou damas nos dois quartos, ou, ainda, talvez num quarto haja um tigre e no outro uma dama.

O Primeiro Julgamento

(...)
- Como eu faço para escolher um quarto? Perguntou o prisioneiro.

O rei apontou para as placas nas portas dos quartos:

PLACA DO QUARTO 1: Neste quarto há uma dama, e no outro quarto há um tigre.

PLACA DO QUARTO 2: Em um destes quartos há uma dama, e em um destes quartos há um tigre.

- O que as placas dizem é verdade? Perguntou o prisioneiro.
- Uma das placas diz a verdade, mas a outra é falsa.

Se você fosse o prisioneiro, a porta de qual quarto você abriria (supondo, claro, que você prefira a dama ao tigre)?

Fonte: A Dama ou o Tigre?, de Raymond Smullyan

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Alunos aprovados em Engenharia de Computação e Sistemas de Informação no DAINF-UTFPR-Curitiba

ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO

Nome do CandidatoCód. Inscrição do EnemTurno
ALAIN DUBUS PINHEIRO CARVALHO200922981042Integral
ALAN RIBEIRO200921690596 Integral
ALISSON POLI DE CARVALHO200921435809Integral
AMANDA DE LIMA RODRIGUES 200923661755Integral
ANTONIO VINICIUS KANDA DE OLIVEIRA200922779807Integral
BRAULIO HENRIQUE ORION UCHOA VELOSO PINTO200920841176Integral
BRUNO CAMPERA200922995903Integral
CARLOS EDUARDO LEMES DE SOUSA GRELL SILVA200922149722Integral
CARLOS SILVIO RAMOS POITA 200920332695Integral
CLAUDIO TOLEDO FILHO200920988799Integral
DAYAN RAISA BECKER SIEDLECKI200922040684Integral
FABIANI DE SOUZA200921513625Integral
FELIPE DE PAIVA MIRANDA200920166316Integral
FERNANDO CURY GORODSCY200921737374Integral
GABRIEL BORGES200920038700Integral
GUILHERME BARDUCHI DE LIMA200921677380Integral
GUILHERME LIMA DO PRADO200920966264Integral
ICARO GRANDESO RIBEIRO200920224246Integral
JADY PAMELLA BARBACENA DA SILVA200920441542Integral
JOSE ERNESTO ALMAS DE JESUS JUNIOR200921187501Integral
JULIA BONATO PERES200922358089Integral
JULIANA RODRIGUEIRO CLAVISIO PEREIRA DE OLIVEIRA 200922252211Integral
KAYA SUMIRE ABE200923570476Integral
LARISSA MARTINS HENRIQUE200923079923Integral
LEANDRO VINICIUS SILVA FORNECK200920469989Integral
LEONARDO JOSE CONSONI200922975702Integral
LUCAS DESTEFANI FABRI200921881043 Integral
MARCIO RODRIGUES DE ALMEIDA200924466563Integral
MARINA COIMBRA VIVIANI 200920366938Integral
MATHEUS CINTRA GONCALVES200921690937Integral
PABLO AUGUSTO GONCALVES DE FREITAS200920956253Integral
PATRICIA MELCHIADES DE HOLANDA200922878563Integral
PEDRO ALBERTO DE BORBA200921779318Integral
ROGERIO BAUTZ200922654460Integral
RUI PIMENTEL LEITE200920071796Integral
THIAGO DA SILVA ARRUDA 200922485337 Integral
THOMAS PIRAJA HANSEN200920500532Integral
TIAGO VILELA TAPPARO 200920414519Integral
VICTOR MOREIRA DOS SANTOS200920744500Integral
VINICIUS ALEXANDRE CARRASCHI200920429402Integral
VITOR MACIEL GONCALVES200922716307Integral
VITOR MOTA FYLYK200920166795Integral
WALDIR MARIN NETO200920894362Integral
ZENOBIO SALES PINHEIRO JUNIOR200920716188Integral




SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

Nome do CandidatoCód. Inscrição do EnemTurno
ALYSSON HENRIQUE URBANSKI200921100094 Integral
ANDERSON RICARDO MARQUES200921980747Integral
ANDRE DUARTE GAVA 200922891534Integral
ANDRE XIAN MING CHANG200920596647Integral
AROLDO NICACIO DA SILVA200920516732Integral
BRENO AUGUSTO CAMARGO DOS SANTOS200922777203Integral
BRUNO TOKARSKI DE CARVALHO200922461910Integral
CELSO VILLELA BATISTA JUNIOR200922861504 Integral
CLEVERTON ROGER DE LIMA200924237835Integral
COLIN CLARK SILVEIRA GONCALVES 200923989996Integral
DANIEL VICTOR DA COSTA VALENCA200920546296Integral
DEBORA SUEMI SHIMABUKURO CASIMIRO200920799702Integral
ENELISE BARRETO DE ALMEIDA200922534890Integral
EZEQUIAS FERNANDES200921338233Integral
FABIO KENDI KUNITAKE200921387958Integral
FABIOLA PIEDADE TANYERI200920173133Integral
FABIO RODRIGUES DOS SANTOS 200921922248Integral
FABRYCIA PATTA KESSLER200921338385Integral
FELIPE CHAGAS LIMA ZAKSZEWSKI200922950653Integral
FRANCISCO ALBERNAZ MACHADO VALERIO200921509145Integral
GABRIEL ADAO SANTOS DA CRUZ200924238266Integral
GEOVANI DE SOUZA SCOSSABIA200920396512 Integral
JOAO PAULO DE OLIVEIRA COSTA200920574658Integral
KARIN ANGELA ANGELITA ANDRADE 200921754201Integral
LUCAS DISSENHA ORTOLAN200920550847Integral
LUIZ FERNANDO FERRAZ200923808794Integral
MARCELO REGINATO DA SILVA200921553433Integral
MARIANE FELIX DA SILVA200923074973Integral
NICHOLAS ALEXANDER DRABIK DE ALMEIDA200922567022Integral
NILSON SANGY JUNIOR200920426356Integral
PEDRO DE CAMARGO SARAIVA200923740643 Integral
PIETRO LUCAS AGNER GARMATTER200921521432Integral
RAFAEL TORRES VIDAL DA COSTA 200921049111Integral
RAYANA FRIDLUND200923514116Integral
RODRIGO FREITAS LEITE200922194235Integral
RUBEN SALOMAO GOMES DA SILVA200920179645Integral
SAULO ALVES DE BRITO200920153119Integral
SYLVIO ALEXANDRE BIASUZ BLOCK200923672718 Integral
TAISE RAUEN200923971901Integral
TATIANE GOMES GUIMARAES 200920782241Integral
THALITA MALUCELLI DE MORAES KADLEC200921222962Integral
THIAGO ROSCIA CERDEIRO DE LIMA200922787841Integral
VANESSA LAZARIN DE SOUZA200922952097Integral
WILLIAN FUNKE200920218304Integral


Fonte: http://sisu.mec.gov.br

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Charada lógica: Fantasia de garça

Nenhum  gato fantasiado de garça é antissocial.
Nenhum gato sem rabo brinca com gorilas.
Gatos com bigodes sempre se fantasiam de garça.
Nenhum gato sociável tem garras rombudas.
Nenhum gato tem rabo a menos que tenha bigodes.

Portanto:

Nenhum gato com garras rombudas brinca com gorilas.

A dedução é logicamente correta?


Dê a resposta para a charada acima nos comentários do blog e ganhe o prazer de ter sido o primeiro a responder corretamente (publicarei aqui o nome).

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Charada lógica: Cavaleiros e Patifes I

Existe uma ilha onde todos os habitantes são ou "cavaleiros" ou "patifes". Os cavaleiros sempre falam a verdade e os patifes sempre mentem.

Três dos habitantes da ilha (A, B e C) estavam juntos num jardim.

Um desconhecido passou e perguntou a A:
- Voce é um cavaleiro ou um patife?

A respondeu baixo, e o desconhecido não conseguiu entender o que ele disse.

O desconhecido então perguntou a B:
- O que foi que A disse?

B respondeu:
- A disse que ele é um patife.

Neste momento o terceiro homem, C, disse:
- Nao acredite em B, ele está mentindo!

A questão é: O que são B e C, cavaleiros ou patifes?

Fonte: Qual é o nome deste livro?, de Raymond Smullyan

Charada lógica: Para que retrato estou olhando?

"Um homem estava olhando para um retrato. Alguém perguntou a ele:
- De quem é esta foto que você está vendo?
Ele respondeu:
- Irmãos e irmãs eu não tenho, mas o pai deste homem é filho do meu pai. ('O pai deste homem' significa, obviamente, o pai do homem na foto).

Para a foto de quem o homem estava olhando?"

Fonte: Qual é o nome deste livro?, de Raymond Smullyan

Charada lógica: Encontro alienígena

A espaçonave Indefensible orbita o planeta Noncomposmentis, quando o capitão Quirk e o sr. Crock são teletransportados para a superfície.
– Segundo o Guia turístico intergaláctico, há duas espécies de extra-terrestre neste planeta – diz Quirk.
– Correto, capitão. Veracitors e tagarelix. Todos falam galáxico, e podemos distingui-los pelo modo como respondem às perguntas. Os veracitors sempre dizem a verdade, e os tagarelix sempre mentem.
– Mas, fisicamente...
– ...São indistinguíveis, capitão.
Quirk ouve um barulho e se vira, encontrando três alienígenas que se aproximam furtivamente. Parecem idênticos.
– Bem-vindos a Noncomposmentis – diz um dos ETs.
– Obrigado. Meu nome é Quirk. E vocês são... – Ele faz uma pausa. – Não faz sentido perguntar os nomes deles – murmura. – Pelo que sabemos, não serão os nomes certos.
– Isso é lógico, capitão – diz Crock.
– Como não sabemos falar galáxico muito bem – improvisa Quirk –, espero que não se importem se eu os chamar de Alfy, Betty e Gemma. –Vira-se então para Crock e sussurra: – Não que saibamos o sexo deles, além de tudo.
– São todos hermandrofemíginos – diz Crock.
– Que seja. Agora, Alfy: a que raça pertence Betty?
– Tagarelix.
– Ah. Betty: Alfy e Gemma pertencem a raças diferentes?
– Não.
– Certo... Como são faladores, hein? Hmm... Gemma: a que raça pertence Betty?
– Veracitor.
Quirk faz que sim, com um ar de entendido.
– Muito bem, está resolvido, então!
– O que está resolvido, capitão?
– A que raça cada um pertence.
– Entendo. E as raças são...?
– Não faço a menor ideia, Crock. Você é que deveria ser o lógico aqui!


Dê a resposta para a charada acima nos comentários do blog e ganhe o prazer de ter sido o primeiro a responde corretamente (publicarei aqui o nome). A resposta consiste em dizer quais são as raças de Alfy, Beta e Gemma e justificar.

Extraída do livro Almanaque das Curiosidades Matemáticas, de Ian Stewart (compre este livro pois é muito bom!).

PS: A resposta correta já foi dada. Leia o comentário. Foi o Lucas quem acertou. Parabéns!

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Trecho de "A Derrota dos Intelectuais", de Stephen Kanitz

(...)

Todo país precisa de pessoas pensantes de várias disciplinas para, juntas, encontrar soluções para suas aflições. Os Estados Unidos devem muito a seus think tanks, como Brookings Institute, NBER, Russell Sage Foundation, muitos criados em 1910 e que contribuíram para o desenvolvimento do país. Leiam The Idea Brokers, de James A. Smith. Talvez seja por isso que o Brasil está à deriva, sem rumo e sem projeto. Pesquisem os sites de nossas principais universidades e procurem as "soluções para a corrupção", "soluções para os juros altos", "soluções para a questão da previdência", "soluções para fazer o Brasil crescer".


Quando muito, encontraremos papers de um professor ou outro, raramente uma solução multidisciplinar incluindo direito, economia, administração, demografia, sociologia, medicina, atuária, só para citar as áreas que deveriam se reunir para achar uma saída para a previdência, por exemplo.


Nossos planos de combate à inflação não foram criados por universidades com o concurso de psicólogos, contadores de custos, administradores, advogados, publicitários, economistas de várias escolas, como deveria ter ocorrido. O mais dramático dos planos, o Plano Collor, foi elaborado às pressas por três economistas enfurnados num hotel.


O cerne do conceito de universidade é justamente congregar intelectuais num mesmo lugar ou "universo", para que eles pesquisem e proponham soluções em conjunto. Se fosse para todos ficarem enfurnados em suas faculdades, não necessitaríamos de universidades. Quando eles assinam algo em conjunto, são muitas vezes abaixo-assinados ou artigos que não vão além da crítica, destrutiva de preferência, ou platitudes como "precisamos aumentar os gastos com a educação".


Nossos intelectuais, com notórias exceções, têm muita dificuldade para desenvolver trabalhos em grupo. A grande maioria é no fundo individualista, egocêntrica, vaidosa e persegue seus interesses pessoais de pesquisa. Muitas das qualidades que eles próprios criticam e odeiam.


No setor privado, quem não sabe trabalhar em equipe ou em grupo não mantém o emprego nem um dia sequer. Não é esse tipo de intelectual de que o Brasil desesperadamente necessita. Intelectuais custam caro. Sustentá-los para que fiquem pensando por nós nas faculdades é um luxo que somente países desenvolvidos têm condições de custear. Nossos intelectuais têm de mostrar mais eficiência e capacidade de cooperação entre si. Num país pobre, eles precisam justificar cada centavo que o povo neles deposita. Um recente estudo da OCDE mostra que o Brasil é o país que mais gasta com universidades e não tem o retorno que deveria.


Este silêncio, essa flagrante omissão no especificar soluções multidisciplinares, em entrar nos detalhes, a tendência de ser simplesmente contra alguma coisa, não justifica o salário. Corremos o risco de o povo, os políticos, os governantes, não mais acreditarem na manutenção da classe intelectual.

Leia o texto completo em http://bit.ly/bBg2s0

Medico Luiz Schirmer (assunto do Globo Repórter de 29/01/2010) sobre como trata os pacientes

(...)

O paciente que voltou para uma nova consulta ficou impressionado. Schirmer lembra o nome de todos os pacientes, diz que não os trata como um número.

"Eu exerço a medicina como uma profissão humana. Se eu atendo uma criança, eu sinto que aquela criança é o meu netinho. Se é uma pessoa de meia idade, eu imagino que é o meu filho. Se é uma pessoa da minha idade eu imagino que é meu irmão. E eu sinto que a pessoa sente esta empatia", diz Schirmer.

(...)

Fonte: http://bit.ly/aNnovW

Mais sobre Luiz Schirmer em: http://bit.ly/bIosDi

Paco, ser pára-quedista, militar ou civil é uma experiencia maravilhosament e gratificante. Ninguem melhor que eu para dizer. Filho de família pobre do interior de Minas Gerais, fui para o Rio de Janeiro com 10 anos . Comi o pão que o diabo amassou. Aos 17 anos eu era semi analfabeto e entregava compras de um armazem cujo dono era um Portugues que dizia estar me ajudando . Não me pagava salário algum e ficava com a metade da gorjeta que eu ganhava. Belo dia vi um caminhão do exército parar junto a uma das grandes palmeiras existentes da rua Paisandu, no flamengo e encostar nela uma pequena escada. Parei para observar,pensando que ele iria cortar a palmeira. Lógico que o soldado não fez isso. Apenas afixou nela um cartaz que mostrava um soldado saltando de paraquedas e umas frazes escritas. Não consegui ler, fiquei curioso. Por sorte passava um amigo e pedi que ele lesse para mim.

SÊ PÁRAQUEDISTA E ORGULHA-TE DE TI MESMO. DOS CÉUS TEU HORIZONTE É MAIOR E TUA PÁTRIA É MAIS TUA. TROPA DE VOLUNTÁRIOS. APRESENTA-TE NO PR-20 EM DEODORO- VILA MILITAR DE 30 DE NOVEMBRO A 10 DE JANEIRO

Falei com o soldado. Pensei que se conseguisse entrar minha vida estaria resolvida, teria roupa ( Farda ) casa ( Alojamento ) e comida e incrível, ainda receberia um soldo.

Apresentei-me, consegui, fui matriculado compulsoriament e na Escola Regimental Rosa da Fonseca, na Vila Militar, onde após a lida diária fui aprender a ler e concluí o curso primário. Fui promovido a Cabo,Fiz o Artigo 99 e concluí o ginásio, promovido a 3° Sgt, Fui o primeiro Campeão Brasileiro de Paraquedismo em 1964, realizei no exército mais de 1000 saltos Fui um dos sgts mais especializados do exército, Mestre de saltos, Comando, Dompsa, Especialista, Forças Especiais etc. Aos 26 anos fui o Sub tenente mais jóvem do exército.Continuei os estudos, Estudei medicina fiz concurso e entrei para a Escola de Saúde do Exército, 1° Tenente Médico,3 anos depois Capitão. Neste tempo continuei sempre saltando como civil num clube que fundamos OS Meteóros

Como podes ver, minha vida começou com o pára-quedismo.

Assim que aprendi a ler, lí o que estava escrito bem grande na entrada do quartel

QUERER É PODER

Gisele Bündchen teve seu filho em casa.

Leiam e vejam em http://bit.ly/crgOj1

Gisele Bündchen conta como foi o parto normal e diz não ter babá

Fantástico traz entrevista exclusiva com a supermodelo brasileira, uma das mulheres mais belas do mundo. Ela revela que teve o filho de parto natural, dentro da banheira de casa e sem anestesia.

(...)

No dia 8 de dezembro do ano passado, jornais do mundo inteiro divulgaram o nascimento do bebê. Disseram que ele nasceu em um hospital em Boston, mas Gisele revelou para o Fantástico que teve o parto em casa.

"O meu foi na banheira. Foi um parto na água. É que eu me preparei muito. Eu queria muito ter um parto em casa, sempre achei muito importante. Eu queria ter muita consciência na hora do parto. Eu queria estar consciente e presente do que estava acontecendo. Eu não queria estar dopada, anestesiada. Eu queria sentir, eu queria estar presente. Então, eu fiz bastante preparo. Eu fazia yoga bastante antes do parto. Eu fazia bastante meditação. Então, eu consegui ter um parto super tranquilo em casa. Ele nasceu super tranquilo. Ele é um anjinho por causa disso. Ele nasceu, não chorou, ele ficou o tempo inteiro no meu colo. Então, ele nunca saiu de perto de mim. A minha mãe estava lá. Meu marido, minha mãe e a parteira."

"Eu vou te falar uma coisa, não foi dolorido nem um pouco, porque, durante todo o tempo, a minha cabeça estava tão focada. A cada contração era assim: 'o meu bebê está mais perto, ele está mais perto'. Então, não foi aquela coisa assim: ai que dor! Com cada contração, ele está chegando mais perto de mim. Eu transformei aquela sensação intensa que acontece para todo mundo, em uma esperança de ver ele chegar mais perto. O trabalho de parto durou oito horas".


(...)


Para quem não conhece, um dos maiores especialistas em parto na água no Brasil é o Dr. Adailton Salvatore Meira.

Novidades do professor Valdemar Setzer


There is a new comment on the post "Resposta ao professor Valdemar Setzer".
http://drang.com.br/blog/2008/12/reposta-ao-professor-valdemar-setzer/

Author: Valdemar Setzer
Comment:
Olá a todos,
A contribuição do Adolfo Neto, que me foi comunicada pelo sistema do blog por e-mail, levou-me a ler toda essa discussão novamente.
É muito interessante notar como várias pessoas estão tão dominadas pela tecnologia que não conseguem encará-la com objetividade. Mas o que eu queria mesmo dizer hoje é que há tempos terminei a resenha sobre o livro do Richard Dawkins, _The God Delusion_. Em meu site, ela encontra-se em

http://www.ime.usp.br/~vwsetzer/review-the-god-delusion.html

e foi publicada agora em janeiro pela excelente revista eletrônica Southern Cross Review.

Tenham dó das crianças e adolescentes. Eles nunca foram atacados de maneira tão agressiva e ampla quanto agora. Sim, como foi comentado por alguém os tempos mudaram -- do ponto de vista humano psicológico e psíquico, para muito pior. E vai continuar a piorar, o que exigirá cada vez mais proteção à crianças e adolescentes. Mas isso requer cada vez mais sacrifício dos adultos (por exemplo, não ter TV em casa ou mantê-la trancado ou desligada, só usando-a em casos muito especiais), o que parece não ser muito do agrado geral.

Para os pais jovens: seus pequenos sacrifícios feitos agora, para preservar a infantilidade e juventude de seus filhos, poderão significar muito menos dores de cabeça e muito mais alegrias mais tarde. Espero que consigam contruir em seus lares um ninho cada vez mais protetor; quando seus filhos voarem dele, terão muito mais energia para enfrentar as crescentes misérias do mundo, e serão muito mais críticos em relação a elas, pois não terão tido contato com essas misérias desde pequenos, acostumando-se a elas. Minha experiência com meus 4 filhos e a de minhas filhas com meus 6 netos (a maior tem 13 anos) tem mostrado isso pontualmente.

De resto, acho que comentei tudo o que escreveram sobre mim e minhas idéias. Se faltou algo, por favor, manifestem-se.

Tudo de bom para 2010. Ah, e também 2011, 2012, etc.!

Abraços a todos.

See all comments on this post here:
http://drang.com.br/blog/2008/12/reposta-ao-professor-valdemar-setzer/#comments

To manage your subscriptions or to block all notifications from this site, click the link below:
http://drang.com.br/blog/?wp-subscription-manager=1&email=adolfo%40dainf.ct.utfpr.edu.br&key=b808a505b55e86acda1c3fb768bdce30


Receba as postagens deste blog por email