quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Mestrado e Doutorado na UTFPR - Inscricoes de 01/10/09 a 20/11/09

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA E INFORMÁTICA
INDUSTRIAL - CPGEI
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ - UTFPR
Inscrições: 01 de outubro a 20 de novembro

Site do programa http://www.cpgei.ct.utfpr.edu.br

O Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica e Informática
Industrial da Universidade Tecnológica Federal do Paraná foi criado em
1988 e acumula hoje uma experiência de 22 anos em pesquisa e
desenvolvimento. Durante sua história, já foram defendidas mais de 510
dissertações de mestrado. No doutorado, iniciado em 1999, o número de
teses defendidas é superior a 50.

O Programa obteve conceito 4 na avaliação da CAPES referente ao
triênio 2004–2006 e destaca-se pela cooperação internacional e pelos
projetos desenvolvidos em conjunto com o setor produtivo.

Linhas de pesquisa:

Engenharia Biomédica:
- Biotelemetria
- Engenharia Hospitalar
- Engenharia de Reabilitação
- Informática Aplicada à Engenharia Biomédica
- Processamento de Sinais e Imagens
- Ressonância Magnética
- Sensores e Instrumentos com Aplicação Biomédica

Informática Industrial:
- Automação Industrial e Controle de Processos
- Engenharia de Software aplicada a Sistemas de Tempo Real
- Processamento de Imagens e Visão por Computador

Telemática:
- Comunicações Ópticas
- Comunicações sem Fio
- Redes de Computadores
- Teoria da Informação e Codificação

Endereço do CPGEI:
UTFPR - CPGEI
Avenida Sete de Setembro, 3165
80230-901 Curitiba PR
Tel. (41) 3310 4680
Fax (41) 3310 4683


segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Coritiba faz homenagem aos 100 anos da UTFPR


Fonte: http://www.coritiba.com.br/site/index.php?pag=noticias&n_cod=9709&n_titulo=Coxa-faz-homenagem-aos-100-Anos-da-UTFPR

23/09/2009 - 15h27
Coxa faz homenagem aos 100 Anos da UTFPR

Instituição comemora Centenário no mesmo ano do Coritiba e recebe homenagem do Verdão

Nesta quarta-feira (23) a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) completa 100 Anos. Também fundada em 1909, a UTFPR recebeu homenagem do Coritiba Foot Ball Club, que irá comemorar seu Centenário no próximo 12 de outubro.

O presidente Jair Cirino dos Santos esteve presente no show do Homero Reboli (autor do hino do Coritiba e ex-aluno da UTF-PR) e Eliane Basso, que faz parte das comemorações da instituição e entregou uma flâmula dos 100 Anos do Coxa para o diretor do Campus de Curitiba, Flávio de Oliveira Schifler Filho, e uma camisa para Regino Reboli, que foi funcionário da instituição e jogou no Coxa na década de 30, inclusive tendo feito gol na decisão do Paranaense de 35.

"É uma honra homenagear uma instituição com tanta história e responsável pela educação de muitos paranaenses", revela o presidente Jair Cirino. "A UTFPR começou humilde há 100 anos e hoje é uma referência no ensino tecnológico e não há onde se vá que não se conheça a instituição", completa o presidente.


Notícias sobre os 100 anos da UTFPR (do Google Notícias)

UTFPR completa um século de ensino

Paraná-Online (Assinatura) - ‎23/09/2009‎
A Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) completou ontem 100 anos de fundação, com uma série de comemorações. As atividades ocorreram em todos ...

UTFPR chega aos 100 anos e promete expansão

Gazeta do Povo - ‎23/09/2009‎
O principal presente para a comunidade na comemoração do aniversário de 100 anos da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) é a promessa de ...

UTFPR quer mais mil alunos em três anos

Jornal da Manhã - ‎23/09/2009‎
A Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), que comemora hoje o centenário da instituição, traça novos planos de investimento em Ponta Grossa. ...

EDITORIAL: A importância de uma Universidade Federal

Jornal da Manhã - ‎23/09/2009‎
A Universidade Tecnológica Federal do Paraná é um exemplo de persistência, competência e vínculo com a realidade. Tanto empresas, quanto outras ...

UTFPR celebra 100 anos de história

Gazeta do Povo - ‎21/09/2009‎
Quando foi criada, em 1909, como Escola de Aprendizes Artífices, a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) tinha muito pouco a ver com sua versão ...



Símbolos em Latex para construir fórmulas em Lógica

Aqui vão alguns comandos que defino para simplificar a digitação de símbolos utilizados na construção de fórmulas lógicas em Latex:
\newcommand{\TOP}{\top}
\newcommand{\BOT}{\bot}
\newcommand{\NOT}{\neg}
\newcommand{\CONS}{\circ}
\newcommand{\INCONS}{\bullet}
\newcommand{\IMP}{\to}
\newcommand{\AND}{\wedge}
\newcommand{\OR}{\vee}
\newcommand{\BIMPLI}{\leftrightarrow}
\newcommand{\XOR}{\otimes}
\newcommand{\T}{\begin{tt}T\end{tt}\, }
\newcommand{\F}{\begin{tt}F\end{tt}\, }
\newcommand{\x}{\ensuremath{\times}}
\newcommand{\BIGOR}{\bigvee}
\newcommand{\BIGAND}{\bigwedge}
\newcommand{\CR}{\vdash}
\newcommand{\SR}{\models}
\newcommand{\EQUALDEF}{\stackrel{\mbox{\tiny def}}{=}}

Veja exemplos de uso em :



100 anos da UFPR (em 2012)

A UTFPR acaba de completar 100 anos. A próxima a completar 100 anos será a UFPR, em 2012. Elaborei um artigo (em permanente atualização) na Wikipédia sobre o primeiro aluno e primeiro funcionário da UFPR: Oscar Joseph de Plácido e Silva. Espero que durante as comemorações dos 100 anos da UFPR lembrem-se dele. A propósito, a foto acima foi doada a mim por Juril Carnasciali, jornalista da Gazeta do Povo e filha de De Plácido e Silva.

Artistas Premiados no Prêmio Sergio Motta

Recebi o email abaixo de Ana Laura Mello sobre o Prêmio Sergio Motta:


---------- Forwarded message ----------
From: Ana Laura Mello

(...)
O Prêmio Sergio Motta – ja esta em sua 8a ediçao -  e pode ser considerado uma das premiaçoes mais bacanas acontecendo por aqui.

 
Um Prêmio totalmente dedicado à arte, cultura e tecnologia, incentivando a produçao cultural e enaltecendo a nossa diversa a gama de artistas nesses segmentos.


         O Prêmio Sergio Motta integra um conjunto de ações desenvolvido pelo Instituto Sergio Motta desde 2000. Voltadas para a pesquisa e o fomento da arte que envolve novas tecnologias do Brasil, elas incluem o festival universitário Conexões Tecnológicas, a série de workshops Territórios Recombinantes, festivais e outras ações on-line.


         Com diretoria artística da pesquisadora, curadora e artista Giselle Beiguelman, o Prêmio Sergio Motta se dirige a criadores que trabalham na confluência de arte, ciência e tecnologia. Em quase dez anos, contemplou mais de 50 artistas e distribuiu R$ 1 milhão em prêmios.

         O critério de seleção do 8º PSM privilegiou os criadores que lançam um olhar crítico para os usos da tecnologia na sociedade contemporânea e incorporam/criam práticas para estimular a democratização de ferramentas e ampliar as possibilidades de difusão para além do circuito consolidado.

 
         Os portfólios inscritos foram selecionados por uma comissão composta por Mabuse (pesquisador e artista  multimídia), Marcus Bastos (professor da PUC-SP e artista multimídias) e Yara Guasque (professora da UDESC e artista multimídia). 


        Em 2009,  Arthur Omar, Gisela Motta e Leandro Lima, Rejane Cantoni, Camila Sposati e Fernando Velázquez, Fernando Rabelo, Jarbas Jácome e Carlos Fadon Vicente são os artistas contemplados pelo 8º Prêmio Sergio Motta de Arte e Tecnologia.  Os primeiros recebem os quatro prêmios da categoria Meio de Carreira; Fernando Rabelo e Jarbas Jácome são os contemplados na categoria Início de Carreira; e Carlos Fadon Vicente, pioneiro das experimentações envolvendo tecnologias digitais no Brasil, é o premiado hors concours.

 

         O júri de premiação 2009 foi formado por Moacir dos Anjos (crítico, curador e pesquisador da Fundação Joaquim Nabuco), Claudia Gianetti  (crítica e curadora de arte digital e novas mídias), Ronaldo Lemos (coordenador do Centro de Tecnologia e Sociedade da Escola de Direito FGV-RJ e do projeto Creative Commons no Brasil), Ricardo Oliveros (arquiteto, jornalista e curador) e Fernanda Takai (vocalista da banda Pato Fu). Pela primeira vez na história do Prêmio, a comissão analisou o conjunto da obra dos selecionados, e não trabalhos específicos


         A cerimônia de premiação será realizada nos dias 3 e 4 de novembro, durante o Fórum A&T | Perspectivas Críticas em Arte e Tecnologia, em São Paulo.

 Além do site,(www.ism.org.br),  o PSM tem um blog também com um conteúdo mega bacana. A URL é blog.premiosergiomotta.org.br

 
Para saber mais sobre o PSM:


Home ISM: http://www.ism.org.br/

Exposição on-line dos premiados no Flickr: http://www.flickr.com/photos/psmotta/sets/72157622262600225/

Vídeos dos premiados no YT: http://www.youtube.com/view_play_list?p=262262B2FFEE210C

Entrevista da GB no Blog ISM: http://blog.premiosergiomotta.org.br/2009/09/17/8%C2%BA-premio-sergio-motta/


Ana Laura Mello
Remix Social Ideas
@djmulher


--- Artistas premiados ---

8º  Prêmio Sergio Motta de Arte e Tecnologia 
Artistas premiados 
 
 
Hors concours 
 
Carlos Fadon Vicente (São Paulo, 1945) 
 
Arte eletrônica e fotografia são as vertentes de pesquisa e criação do artista, que começou criando ensaios fotográficos sobre a paisagem urbana, na década de 70, e foi pioneiro no uso da computação gráfica como sistema de construção e manipulação de imagens, nos anos 80. Seus experimentos estiveram em mostras históricas como A Trama do Gosto (Fundação Bienal de São Paulo, 1987) e em individuais e coletivas no Brasil, EUA, Inglaterra, Espanha e México. Graduado em engenharia civil pela Escola Politécnica e em artes plásticas pela ECA/USP e mestre em artes pela The School of the Art Institute of Chicago, foi artista residente em instituições voltadas para as artes interativas e tecnológicas no País de Gales e na Inglaterra.  
 
 
 
Categoria Meio de Carreira 
 
Prêmio 1 
 
Arthur Omar (Poços de Caldas, MG, 1948) 
 
Formado em antropologia e etnografia, desenvolveu novos métodos de antropologia visual em documentários epistemológicos, instalações e livros em que trata de temas como Carnaval, Amazônia e manifestações religiosas no Afeganistão. Seus trabalhos foram tema de retrospectivas no Museu de Arte Moderna de Nova York, em 1999, e no Centro Cultural Banco do Brasil, no Rio e em São Paulo, em 2001, e estiveram em mostras como a Bienal de Havana (2000), a feira madrilenha Arco (2000, 2003 e 2007), o 16º Videobrasil (2007) e na Feira de Arte de Basel (2007). 
 
 
Prêmio 2 
 
Gisela Motta e Leandro Lima (São Paulo, 1976) 
 
Experimentações com a percepção tempo-espaço e conflitos que surgem não apenas da transição real-digital como do próprio processo de criação em conjunto marcam as propostas da dupla de artistas, que trabalha sobretudo com vídeo e meios eletrônicos. Com formação em artes visuais pela Fundação Armando Álvares Penteado (SP), os dois estiveram na 10ª. Bienal de Havana (2009), no festival Videoformes (França, 2009), na 1ª. Bienal del Fin del Mundo (Argentina, 2007), no Microwave Festival (Hong Kong, 2007) e no 15º. Videobrasil (São Paulo, 2005), entre outras mostras. 
 
 
Prêmio 3 
 
Rejane Cantoni (São Paulo, 1959) 
 
As limitações técnicas no processo de tradução de pensamentos desafiam a artista. Pós-doutora em Cinema, Rádio e Televisão pela USP e mestre em Visualização e Comunicação Infográficas pela Universidade de Genebra, ela vem se dedicando a experimentar com interfaces áudio-tátil-visuais. "Há sempre um descompasso entre a idéia ou o filme que roda na minha cabeça e aquele que as máquinas pré-configuradas estão programadas para produzir", diz. "Com a tecnologia, desenho e desenvolvo ferramentas que simulam o que quero experimentar, como, onde e com quem."  
 
 
Prêmio 4, dividido entre os artistas: 
 
Camila Sposati (São Paulo, 1972) 
 
A energia é o combustível do trabalho da artista, mestre em Belas Artes pela Goldsmiths College of London, pós-graduada em fotografia pelo Centro di Ricerca de la Fotografia em Pordenone, Itália, e formada em história pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC). "Pensar na segunda Lei da Termodinâmica é importante no meu trabalho porque me interesso pela transformação da energia", diz. Seus vídeos e fotografias estiveram em mostras na Tate Modern (Londres, 2007), Centro Cultural São Paulo e Paço das Artes (SP, 2007). 
 
 
Fernando Velázquez (Montevidéu, 1970) 
 
Estruturas invisíveis do cotidiano ganham forma em pintura, instalação, objeto, vídeo e programações off-line e online pelas mãos do artista uruguaio, que vive no Brasil desde 1997. As tensões da vida em sociedade e o modo como se estruturam identidades inspiram suas criações, as mais recentes baseadas em pesquisas sobre auto-retratos e paisagens. Participou de eventos como o FILE (SP) e a Bienal de Tessalônica (Grécia) em 2009, e está no elenco da 7ª. Bienal do Mercosul, em Porto Alegre. 
 
 
 
Categoria Início de Carreira 
 
 
Prêmio 1  
 
Fernando Rabelo (Belo Horizonte, 1975) 
 
Animação, ilustração, projetos educativos, instalação, intervenção e vídeo se articulam na obra do artista, que gosta de recriar possibilidades tecnológicas de forma propositiva e irônica. "O que considero importante é que a arte, para além das questões experimentais, possibilita a crítica ou o pensamento que ultrapassa as apropriações puramente técnicas ou industriais", afirma. É autor de obras como Insônia (2003), animação interativa que recebeu menção especial do Festival du Film de l´Internet, na França, e do projeto Des:echo, composto de instalações que utilizaram material eletrônico encontrado pelas calçadas de Madri. 
 
 
 
Prêmio 2 
 
Jarbas Jácome (Natal, 1982) 
 
Compositor, guitarrista, programador e pesquisador, mestre em ciência da computação pelo Centro de Informática da Universidade Federal de Pernambuco, usa linguagens de computação para expôr os limites da representação no mundo digital. Da combinação entre o propósito de criar melodias e o de investigar o alcance da tecnologia surgiram criações como o ViMus, software livre que desenvolve desde 2004 e que utiliza em instalações, performances e outras apresentações ao vivo. Esteve em mostras como as edições 2008 e 2009 do FILE (São Paulo e Rio).










UTFPR 100 anos na TV RPC

Clique no link abaixo

http://portal.rpc.com.br/tv/paranaense/video.phtml?Video_ID=59573

para assistir a uma matéria sobre os 100 anos da UTFPR.

domingo, 27 de setembro de 2009

MonkeyTex: Online LaTex editor

http://monkeytex.bradcater.webfactional.com/

Create beautiful PDFs: Upload existing LaTeX documents, or fashion new ones
Collaborate with teams: Work together with your group and see changes
as they're made
Publish your work: Make your document public to show it to the world

Note:
If you are using Internet Explorer, we recommend that you go to
http://monkeytex.bradcater.webfactional.com directly. For as-yet
unknown reasons, IE users are having better luck using that URL.

Welcome, new users!
For a quick introduction to MonkeyTeX, check out our new Getting Started page.

Now with an API!
After logging in, check out the API section under the About menu for details.



sábado, 26 de setembro de 2009

Lua na ERI 2009

logo.gif

Lua é uma linguagem de programação de computadores, desenvolvida no Brasil, que está entre as mais usadas em todo o mundo.

No último índice TIOBE (uma espécie de ranking que lista as linguagens mais usadas no mundo) Lua apareceu como a 19a. linguagem mais usada.

Desde 2007 (clique aqui para ver o gráfico) Lua tem se mantido como uma das 20 mais usadas.

Conforme pode-se ler no site de Lua:

"Lua é uma linguagem de programação poderosa, rápida e leve, projetada para estender aplicações. Lua combina sintaxe simples para programação procedural com poderosas construções para descrição de dados baseadas em tabelas associativas e semântica extensível. Lua é tipada dinamicamente, é interpretada a partir de bytecodes para uma máquina virtual baseada em registradores, e tem gerenciamento automático de memória com coleta de lixo incremental. Essas características fazem de Lua uma linguagem ideal para configuração, automação (scripting) e prototipagem rápida"

Durante a XV Escola Regional de Informática - ERI 2009 (um evento promovido pela Sociedade Brasileira de Computação (SBC)), no dia 20/10/2009, teremos um minicurso sobre Lua.

A programação da XV Escola Regional de Informática (ERI 2009) está aqui.

O resumo do minicurso sobre Lua na ERI 2009 é:

"Lua é uma linguagem de script amplamente usada nas mais diversas áreas, desde grandes aplicativos para desktops, como o Adobe Photoshop Lightroom, até software para sistemas embarcados. Lua é a linguagem mais usada atualmente para scripting em jogos, e é parte do padrão Ginga para o Sistema Brasileiro de TV Digital. Lua também é muito usada na área de segurança, sendo a linguagem de script embutida em ferramentas como Wireshark, snort e nmap. Este mini-curso apresenta a linguagem Lua com ênfase nos seus mecanismos menos convencionais. O objetivo é introduzir a linguagem e ao mesmo tempo apresentar algumas técnicas de programação não convencionais, como o uso de funções de mais alta ordem, co-rotinas e APIs entre linguagens. Espera-se do leitor alguma maturidade na área de programação e conhecimento da linguagem C, para a discussão da API entre Lua e C."


fetch.php?cache=&media=binder.jpg
Fábio Binder (PUC-PR)

O responsável pelo minicurso será Fábio Binder, que possui mestrado em Computação pela Universidade Federal do Paraná (1999) e graduação em Bacharelado em Informatica pelo Unicenp (1992). Atualmente é professor do Curso de Ciência da Computação da PUCPR e coordenador do curso de especialização em Desenvolvimento de Jogos Digitais da PUCPR. Criou o curso de Graduação Tecnológica em Análise e Desenvolvimento de Sistemas do Infnet o qual recebeu nota máxima da comissão do MEC no projeto pedagógico. É membro da comissão do ENADE para cursos de tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Tem experiência na área de Ciência da Computação, com ênfase em Desenvolvimento de Software.

Para conhecer mais sobre Lua (antes de ir à ERI 2009) leia:
Para inscrever-se na XV Escola Regional de Informática - ERI 2009, acesse o site da ERI 2009 e clique em Inscrição.

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Encontro Ágil 2009

Recebi a mensagem abaixo da organização do Encontro Ágil 2009, que vai acontecer em São Paulo:

Interessado em saber mais sobre Scrum, XP, Lean e outros métodos ágeis?

O Encontro Ágil 2009 está chegando. Este ano, expandimos o evento para acontecer durante dois dias (10 e 11 de outubro), com muito mais palestrantes e com os convidados internacionais Jutta Eckstein e Joe Yoder.

Será uma ótima oportunidade para aumentar o contato com as comunidades ágeis do Brasil e do exterior, e para ver como as outras pessoas estão tratando suas dificuldades com desenvolvimento de software. Não deixe de participar! As inscrições vão só até 02/10, ou até as vagas se esgotarem.

Veja todos os detalhes em www.encontroagil.com.br.

Equipe do Encontro Ágil

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

CNPq lança editais para conhecer efeitos das cesarianas desnecessárias realizadas no Brasil

Fonte: http://www.cnpq.br/saladeimprensa/noticias/2009/0924.htm

CNPq lança editais para conhecer efeitos das cesarianas desnecessárias realizadas no Brasil e para mapear doenças respiratórias na infância

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCT) abre edital para a seleção de propostas voltadas para a realização de inquérito epidemiológico sobre as conseqüências do parto cesáreo desnecessário no Brasil. Estão disponíveis R$ 3 milhões, a serem liberados em duas parcelas, de acordo com a disponibilidade financeira do CNPq. O prazo para a execução do projeto é de 30 meses.

Enquadra-se nesse perfil o parto que não possua indicações médicas que o justifique e que tenha sido agendado com antecedência. Com o resultado da pesquisa, espera-se ter maior descrição dos efeitos adversos da cesariana para mães e recém-natos, com ênfase na prevalência de prematuridade limítrofe (nascidos entre 37 e 38 semanas de gestação). Esse tipo de parto parece estar aumentando em algumas regiões do país se contrapondo a diminuição do baixo peso ao nascer, atribuído a desnutrição materna.

As propostas apresentadas deverão conhecer os determinantes, a magnitude e efeitos adversos advindos da prática do parto cesáreo desnecessário; avaliar a prevalência de partos cesáreos realizados em instituições pública e privadas do sistema de saúde, descrever as características das clientelas destas instituições, bem como a motivação para a opção pelo parto cesáreo; apresentar as complicações imediatas do parto cesáreo nos recém-nascidos; expor as complicações médicas imediatas do parto cesáreo nas puérperas, incluindo uma avaliação de desconforto pós-parto, dor e desempenho na prática do aleitamento materno.

Podem participar pesquisadores doutores, que tenham seu currículo cadastrado na Plataforma Lattes e vínculo formal com a instituição de execução do projeto. A proposta deverá se configurar como inquérito de âmbito nacional, realizado em uma amostra de instituições hospitalares do Sistema Único de Saúde (SUS) e da Saúde Suplementar, já que o estudo pretende ser multicêntrico, envolvendo instituições de pesquisa de vários estados do Brasil. A inscrição será realizada por meio do Formulário de Propostas Online , disponível na Plataforma Carlos Chagas, até o dia 9 de novembro.

Mais informações sobre o Edital 057/2009 em: http://www.cnpq.br/editais/ct/2009/057.htm .

 


--
Adolfo Neto
Curitiba-PR

terça-feira, 22 de setembro de 2009

O centenário da UTFPR

A promoção de uma cultura que incentive a participação dos docentes em atividades de pesquisa e desenvolvimento deve estar entre as prioridades da UTFPR para a próxima década

Na próxima quarta-feira, 23 de setembro, a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) estará celebrando 100 anos de existência como instituição dedicada ao ensino público no estado do Paraná. De uma escola de aprendizes artífices, criada pelo presidente Nilo Peçanha em 1909, a instituição evoluiu para um conceituado centro de educação tecnológica no final da década de 70, tornando-se referência para outros centros similares em todo o país, os chamados Cefets.

A introdução de cursos superiores em seu leque de ofertas, somada à criação de cursos de pós-graduação stricto sensu a partir de 1988, permitiu sua evolução e transformação em universidade. Ao mesmo tempo, de uma instituição com atuação centrada apenas na capital paranaense, viu sua infraestrutura expandir velozmente, contribuindo de forma significativa para a educação profissionalizante e superior em outras regiões do estado. É uma longa história de sucesso e transformação conquistada pelo esforço e dedicação de seus alunos, professores e funcionários. Entretanto, batizada com o nome de universidade tecnológica, a primeira do Brasil, a instituição busca hoje sua nova identidade. Essa busca está, sobretudo, ligada às suas frentes de atuação no ensino superior. Por seu histórico e oferta de cursos superiores de tecnologia, a UTFPR se insere, por um lado, na recém-criada rede federal de educação tecnológica, fruto do reordenamento promovido pelo governo federal das instituições de ensino tecnológico, que transformou os centros de educação tecnológica e as escolas técnicas federais nos institutos federais de educação, ciência e tecnologia (IFETs). Por outro lado, a universidade aderiu ao Reuni, que trata da expansão de vagas no ensino superior das universidades federais promovida também pelo governo Lula. O projeto aprovado no início de 2008 contempla a criação de novos cursos de bacharelado e licenciatura, com a geração de aproximadamente 90 mil vagas para estudantes nos cursos existentes e a serem criados.

Através do Reuni serão contratados até 2012 mais de 650 novos docentes e 200 funcionários, com investimentos de 91 milhões destinados à expansão física e à melhoria da infraestrutura dos campi. Assim, sua adesão ao Reuni implica a ampliação de suas atribuições, focadas atualmente no ensino dito tecnológico. Além das atividades de extensão, que devem envolver ainda mais relações com o setor produtivo, tal expansão passa necessariamente pelo fortalecimento e crescimento de sua pós-graduação e pelo desenvolvimento de ações voltadas para a promoção das atividades de pesquisa, que possam envolver alunos e docentes tanto dos cursos superiores de tecnologia como dos cursos de bacharelado. Para citar uma estatística do desafio a ser enfrentado, de um total de 1.329 docentes no final de 2008, apenas cerca de 10% se dedicavam efetivamente às atividades de pesquisa. Desse modo, a promoção de uma cultura que incentive a participação dos docentes em atividades de P&D deve estar entre as prioridades da UTFPR para a próxima década. Não menos importante é a questão da qualidade de ensino em seus diversos cursos. O índice geral de cursos da instituição (IGC) é um indicador de qualidade de instituições de educação superior que considera, em sua composição, a qualidade dos cursos de graduação e de pós-graduação.

Em estatística recém-divulgada pelo MEC, a UTFPR experimentou uma pequena queda no índice (de 299 em 2007 para 290 em 2008), o que, entretanto, a fez mudar de faixa (de 4 para 3, em uma escala de 1 a 5), colocando-a atrás de algumas universidades privadas do estado. Embora as causas ainda devam ser buscadas e analisadas, tal índice tem suscitado enorme polêmica interna, colocando em cheque a qualidade do ensino público ofertado. Portanto, além dos desafios relativos à pesquisa, a UTFPR deve envidar todos os esforços para elevar novamente seu padrão de qualidade, fazendo novamente jus à fama de que o ensino superior público ainda é digno de nota e não está declinando como ocorreu com o ensino público a nível fundamental e médio, em todo o país, nas últimas décadas. Estes são os desafios a vencer para que a UTFPR possa continuar sendo motivo de orgulho dos paranaenses nos próximos cem anos.

Alexandre de Almeida Prado Pohl, doutor em Engenharia Elétrica pela Universidade Técnica de Braunschweig, Alemanha, e pós-doutor pela Universidade de Sydney, Austrália, é professor da UTFPR.


Fonte: http://portal.rpc.com.br/gazetadopovo/opiniao/conteudo.phtml?tl=1&id=926196&tit=O-centenario-da-UTFPR-

Vestibular da Universidade Positivo

As inscrições para o Vestibular 2010 da Universidade Positivo (UP) e do Centro Tecnológico da Universidade Positivo estão abertas.

São os seguintes os cursos da área de Computação/Informática da UP em Curitiba:

Mais informações: www.up.edu.br ou pelo telefone (41) 3317-3200

Novo curso de Sistemas de Informação no CIn-UFPE

Em 2010 o CIn inicia a primeira turma do Bacharelado em Sistemas de Informação.

O curso estimula no aluno o desenvolvimento de conhecimentos nas áreas de Computação, Matemática e Administração. O objetivo dessa graduação é criar pessoas capazes de incorporar novas Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) na solução de problemas organizacionais.

Mais informações acesse o endereço http://cin.ufpe.br/~si/

Fonte: http://cin.ufpe.br/

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

XIV Escola Regional de Informática - Paraná

 
No período de 20/10 a 23/10 acontecerá na PUCPR a XIV Escola Regional de Informática - Paraná (ERI-PR 2009), um evento promovido pela SBC e realizado pelos cursos de Computação da PUCPR. O evento é composto de palestras e minicursos voltados a estudantes de graduação e pós-graduação, professores e profissionais de informática, sobre temas como XML, Programação em Lua, desenvolvimento de sistemas sensíveis ao contexto, engenharia de software para sistemas embarcados, computação quântica, entre outros.
 
Para conhecer a programação do evento, os palestrantes e realizar sua inscrição, visite www.ppgia.pucpr.br/eri2009.
 
As inscrições estão abertas e possuem preços promocionais até o dia 23/09, quarta-feira. Estudantes associados à SBC pagam R$ 20,00 e não associados, R$ 30,00. Profissionais associados à SBC pagam R$ 40,00 e não associados, R$ 50,00.
 
Cordialmente,
 
Vidal Martins.

--
=======================================
Prof. Dr. Vidal Martins
Diretor do Curso de Ciência da Computação
Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PUCPR
Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia - CCET
Rua Imaculada Conceição, 1155 - Prado Velho
CEP: 80215-901 - Curitiba - PR - Brasil
Fones: +55 (41) 3271-2277, +55 (41) 3271-1746
Fax: +55 (41) 3271-1414

domingo, 20 de setembro de 2009

O nosso maior pensador vivo

Matéria do jornal Gazeta do Povo, o de maior circulação em Curitiba-PR.

Fonte: http://portal.rpc.com.br/gazetadopovo/cadernog/conteudo.phtml?tl=1&id=925881&tit=O-nosso-maior-pensador-vivo

Entrevista com Newton Carneiro Affonso da Costa, matemático e filósofo

Pouca gente sabe, mas Curitiba pariu um dos intelectuais brasileiros mais reconhecidos mundialmente. Newton Carneiro Affonso da Costa, hoje com 80 anos, morador de Florianópolis, revolucionou o campo da lógica ao desenvolver a Teoria Paraconsistente, segundo a qual uma sentença e sua negação podem ser ambas verdadeiras (leia mais ao lado).
Filosofia

Nascido na capital paranaense às vésperas da maior crise econômica de todos os tempos, em 1929, Newton formou-se na Universi­dade Federal do Paraná em Enge­nharia e Filosofia. Tornou-se catedrático de Matemática e mais tarde transferiu-se para São Paulo, onde lecionou na Unicamp e na USP. Nesta entrevista, ele fala sobre suas teorias, o ambiente intelectual brasileiro, religião e felicidade.

Como foi a sua formação?

Fui muito influenciado por um tio, Milton Carneiro, também professor da UFPR, que discutia muito filosofia e lia muitos livros comigo. Por outro lado, na minha família, todos se interessavam por política, assuntos atuais, e eu fui tomando conhecimento dessas áreas, inclusive autodidaticamente, e acabei me interessando enormemente pela ciência. Minha mãe achava que, sempre que possível, a gente não devia falar na primeira pessoa. Mas tratar de idéias, de coisas ge­­rais. Por exemplo, discutir política, aspectos filosóficos da vida, e não se preocupar tanto com os acidentes terrenos nossos.

Por que deixou Curitiba?

Não tenho queixa nenhuma da UFPR. Mas a universidade na época não me oferecia as coisas que eu queria. Era difícil trazer professores para a universidade ou obter bolsas para o exterior. A biblioteca era meio limitada e não havia verbas para pesquisas. Então achei mais interessante ir para a USP ou a Unicamp, onde havia condições mais interessantes para trabalhos científicos.

O que acha do ambiente intelectual brasileiro?

Está melhorando, mas ainda está muito atrasado. A USP e Unicamp, na classificação geral das universidades, estão bem longe da primeira, que no momento é Harvard.

Para melhorar, o que é mais ur­­gente?

Para começar, uma reforma completa no ensino secundário. O ensino secundário no Brasil é lamentável. Não há boa universidade sem base. Não é possível. Sem uma formação boa, de amor à ciência, de interesses outros além de futebol, não vão para frente a tecnologia e a ciência brasileira. É claro que na base de tudo isso está a família. O interesse fundamental por certos valores do espírito, na minha opinião, tem que nascer.

O senhor acha que é devidamente reconhecido pela academia brasileira?

De um modo geral, no Brasil, a pessoa que produz em ciência e filosofia é pouco conhecida. Seria desejável que as coisas mudassem. Pou­­co conhecido não só do "povão", isso é razoável, mas também não se conhece os nossos colegas estão fazendo. Ninguém sabe o que está sendo feito em outras áreas. Quase tudo que é feito de bom é publicado em inglês. Publicar em português, em áreas como matemática, física, química, é perda de tempo. Ninguém lê. Cientificamente, português é uma língua praticamente morta. Nem os espanhóis entendem direito português.

Como o senhor explica a lógica paraconsistente?

A lógica paraconsistente, para ser explicada de uma maneira simples e fácil, é muito difícil. Mas dá para dar uma idéia geral. A lógica padrão, que normalmente se utiliza, não consegue dar conta, de uma maneira sensata, quando há informações contraditórias. Então você precisa de uma lógica especial. Vou dar um exemplo típico do que ocorre. Um sistema especialista, por exemplo, em medicina, é um sistema computacional que recebe milhares de informações de médicos. Os especialistas são en­­trevistados pelo que a gente chama de engenheiros do conhecimento. Depois essas informações são jogadas no computador, no sistema es­­pecialista. É óbvio que essas vá­­rias afirmações e suposições dos vários médicos divergem entre si. Um médico quer aplicar num tratamento cardíaco uma determinada técnica. Outro quer outra. No com­­putador, se a gente não usar uma lógica adequada, o sistema co­­­­lapsa. Uma das alternativas é a ló­­gica paraconsistente. Por outro lado, ela tem também um grande valor filosófico. Ela foi aplicada a diversas áreas, como economia, filosofia e computação

E a Teoria da Quase-verdade, tam­­­­­­bém desenvolvida pelo se­­nhor?

Foi outro caminho que eu procurei abrir. Na física, por exemplo, sistematicamente o físico lança mão de teorias que são incompatíveis en­­tre si. Na base das grandes teorias físicas, por diversas razões, em vez de falar de teorias verdadeiras, prefiro falar de teorias quase-verdadeiras.

O senhor diz que verdade é restrita a certas circunstâncias.

Em parte é. Quando você vai fazer relatividade geral, você deixa de la­­do forças elétricas, magnéticas, uma série de coisas. Você supõe uma série de restrições, e trata de um caso de certa forma idealizado. Isso é exatamente o que se faz na quase-verdade. É a formulação ri-­­ gorosa do que os filósofos chamam de "salvar as aparências".




Teoria aceita contradições

Ao contrário da lógica clássica, o grande "salto" da Teoria Paraconsistente foi aceitar as contradições. Um dos princípios fundamentais da teoria de Aristóteles, o pai da lógica clássica, é a chamada Lei da Não-contradição: uma afirmação não pode ser verdadeira e falsa ao mesmo tempo. Baseada em complexa fundamentação matemática, a teoria criada por Newton da Costa revolucionou o campo da lógica ao não eliminar a opção entre duas alternativas.

O termo paraconsistente, que literalmente significa "ao lado da consistência", foi uma sugestão dado por um amigo de da Costa, o filósofo peruano Francisco Miró Quesada, em 1976. Hoje, a lógica paraconsistente possui enorme aplicabilidade nas mais diversas áreas, mas principalmente na ciência da computação. No Japão, o sistema que monitora as linhas de trem e metrô é comandado a partir da lógica paraconsistente. Ela também é usada em controle de tráfego aéreo e na tomada de decisões no mercado financeiro.

Outra grande contribuição de da Costa foi a Teoria da Quase-verdade. De acordo com ela, a verdade muitas vezes está restrita a certas circunstâncias. A razão não pode provar a verdade absoluta, afirma o matemático. Um artigo escrito por Adonai Sant´Anna, Décio Krause e Francisco Antônio Doria, publicado na revista Scientific American Brasil, em junho de 2003, explica o que ela quer dizer: "Por exemplo, se observamos astros com pequenos binóculos e fazemos alguns cálculos simples, tudo se passa como se estivéssemos parados e os astros andassem à nossa volta, ou seja, como se a teoria de Ptolomeu (que sustentava ser a Terra o centro do universo) fosse verdadeira. Os resultados assim obtidos podem não 'corresponder à realidade' (...) mas 'salvam as aparências'." (BB)
==========================================
Adolfo Neto
Departamento Acadêmico de Informática
Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Fone: (41) 3310-4644 / Fax: (41) 3310-4646
Web: http://www.dainf.ct.utfpr.edu.br/~adolfo
Blog: http://professoradolfo.blogspot.com
==========================================


quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Mostra de Extensão da UTFPR - Campus Curitiba

A Mostra de Extensão da UTFPR é planejada sob o foco da extensão como promotora da educação e cultura na sociedade, por meio de ações, programas e projetos. Tem como objetivo evidenciar as ações de extensão realizadas pelos 11 campi da Universidade, para oportunizar troca de experiências entre representantes de diferentes campi e promover discussão sobre as diretrizes para os projetos de extensão da UTFPR.

Para maiores informações leia o convite para o evento.

Fonte: http://www.gerec.ct.utfpr.edu.br/

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Cursos Técnicos Gratuitos à Distância na UTFPR


http://www.utfpr.edu.br/materia.php?id=466&tipo=noticias

UTFPR inicia sua participação no programa e-Tec Brasil

A UTFPR deu início a sua atuação na Educação Profissional Técnica de Nível Médio a Distância, por meio do programa Escola Técnica Aberta do Brasil (e-Tec Brasil). No final de agosto, começaram as aulas do curso técnico em Informática, no Parque Tecnológico de Itaipu em Foz do Iguaçu, sob coordenação do Campus Medianeira. No mês que vem, serão iniciadas as aulas em mais 10 municípios, envolvendo outros cinco campi da Universidade Tecnológica.

Atualmente, está sendo realizada a seleção para as 440 vagas ofertadas. O resultado será divulgado em 21 de setembro e as matrículas deverão ser feitas entre os dias 23 e 25.

O curso técnico em Informática também será oferecido pelos polos Cornélio Procópio, para os municípios de Sarandi, Uraí e Figueira; Pato Branco, para os municípios de São Miguel do Iguaçu e Entre Rios do Oeste; e Ponta Grossa, para Curiúva e Balsa Nova. O curso técnico em Meio Ambiente é ofertado pelos polos Campo Mourão, para o município de Engenheiro Beltrão, e Curitiba, para Contenda e Curiúva.

A Universidade Tecnológica atua no e-Tec Brasil em parceria com a Secretaria de Estado da Educação (Seed). Os alunos matriculados assistem às aulas em laboratórios de informática em colégios estaduais nos municípios em que moram e o conteúdo é veiculado pelos campi da UTFPR responsáveis pelos cursos.

O programa e-Tec Brasil propõe articular instituições públicas federais, estaduais e municipais que oferecem ensino técnico de nível médio interessadas em ofertar seus cursos na modalidade a distância e os governos estaduais e municipais que desejam montar os polos regionais em escolas de ensino fundamental e médio para sediar os cursos de educação técnica e profissional.

Mais informações no site do e-Tec Brasil.



Atualizado em 14/09/2009

Ir ao topo da página Ir à página inicial Voltar à página anterior Imprimir esta página




sábado, 12 de setembro de 2009

Um modelo de dados relacional difuso

Encontrei e digitalizei meu trabalho de conclusão do curso de graduação em Ciências da Computação da UFAL, que cursei de 1990 a 1994.
Está agora disponível em http://www.dainf.ct.utfpr.edu.br/~adolfo/publications/

Um Modelo de Dados Relacional Difuso (PDF)
Adolfo Gustavo Serra Seca Neto
Advisor: Evandro de Barros Costa
Computing Institute (IC) - Federal University of Alagoas (UFAL)
January 24th, 1994



quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Walter Carnielli na CBN

Programa: CBN Total
Matéria: Livro ensina como melhorar o poder de argumentação

Entrevista com Walter Carnielli, professor do Centro de Lógica, Epistemologia e História da Ciência da Unicamp, autor do livro 'Pensamento Crítico - o Poder da Lógica e da Argumentação'.



segunda-feira, 7 de setembro de 2009

De Plácido e Silva

Comecei a editar o artigo abaixo sobre um ilustre alagoano que fez a vida em Curitiba: De Plácido e Silva

http://pt.wikipedia.org/wiki/Oscar_Joseph_de_Plácido_e_Silva

Oscar Joseph de Plácido e Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Oscar Joseph de Plácido e Silva (Marechal Deodoro, 18 de junho de 1892Curitiba, 16 de janeiro de 1963) foi um jurista, escritor e professor brasileiro.

Uma foto de Plácido e Silva pode ser encontrada em um artigo publicado em 2009 na Gazeta do Povo:[1].

A mãe de Oscar, Senhorinha Plácido da Silva, morreu ao dar a luz à segunda filha de seu casamento com Francisco Manoel da Silva. A criança também morreu. Quem realmente criou Oscar foi Anna Plácido e Silva, uma de suas irmãs, filha do primeiro casamento de Francisco Manoel da Silva com Antônia Plácido e Silva (irmã de Senhorinha), que tiveram 12 filhos.[2]

Veio morar em Curitiba em 1912 a convite do irmão João Alfredo Silva que já morava na capital paranaense.

Foi o primeiro aluno e o primeiro funcionário da Universidade Federal do Paraná, a primeira universidade brasileira.[3][4][5]

Foi também um dos co-fundadores do jornal Gazeta do Povo de Curitiba.[6][7]

Tempos depois, a Gazeta do Povo foi vendida a Francisco Cunha Pereira Filho.[8]

Índice

Atuação na Educação

De Plácido e Silva foi fundador da Escola Técnica de Comércio "De Plácido e Silva", que depois viria a se transformar na Faculdade de Ciências Econômicas De Plácido e Silva. "Muitos anos depois, após a morte do velho De Plácido e Silva, um grupo de professores criou uma fundação, transferindo a escola para a Rua General Carneiro, 216, onde hoje tem sede a rica e grande Fundação de Estudos Sociais do Paraná (FESP), com vários cursos superiores."[9]

A filha de De Plácido e Silva, Juril Carnascialli, não aceitou a separação e, em 1974, criou a Faculdade de Ciências Econômicas De Plácido e Silva, que funcionou algum tempo no mesmo prédio, transferindo-se depois para um imóvel junto à Igreja N. S. Aparecida no Barigui. A faculdade foi Vendida em 1982 para o Colégio Anglo/Palotti, de um grupo de Londrina.[10]Uma das principais instituições de ensino superior de Curitiba, a Uniandrade, foi resultado da união entre as Faculdades Plácido e Silva (Fadeps) e mais duas outras faculdades.[11]

Atuação como Escritor

Conhecido como De Plácido e Silva, foi autor de vários livros, dentre os quais destaca-se o Vocabulário Jurídico, editado até hoje.[12][13]

Atuação como Patrocinador do Turismo em Guaratuba

  • Em 1949, foi um dos fundadores do Iate Clube de Guaratuba.[14]

Descendentes

Entre os seus descendentes estão a filha Juril De Plácido e Silva Carnasciali (conhecida também como Juril Carnasciali[15]), jornalista, colunista da Gazeta do Povo (coluna "O que se passa na sociedade"). E também o atualmente (2009) deputado estadual pelo Paraná Nelson Justus[16], presidente da Assembléia Legislativa, que é neto de De Plácido e Silva.


Homenagens a De Plácido e Silva

  • Recebeu postumamente, do governo do estado de Alagoas a Medalha Doutor Pontes de Miranda.[17]
  • Há uma escola estadual em Pinhais-PR cujo nome é Escola Estadual Oscar Joseph Plácido e Silva.[18]
  • Em 2005, na UniBrasil, foi criada a Secretaria Geral De Plácido e Silva, em homenagem póstuma ao advogado, professor e jornalista Oscar Joseph de Plácido e Silva.[19]

Referências

  1. http://portal.rpc.com.br/gazetadopovo/90anos/independencia/conteudo.phtml?id=851939
  2. CARNASCIALI, Juril De Plácido e Silva. De Plácido e Silva, o Iluminado. Curitiba: Editora Oficina de Letras, 2000.
  3. MILLARCH, Aramis. Os cem anos de Plácido e Silva merecem intensas comemorações. Disponível em: <http://www.millarch.org/artigo/os-cem-anos-de-placido-silva-merecem-intensas-comemoracoes>. Acesso em: 03 set. 2009.
  4. http://ojs.c3sl.ufpr.br/ojs2/index.php/direito/article/view/6683/4784
  5. http://www.millarch.org/artigo/os-cem-anos-de-placido-silva-merecem-intensas-comemoracoes
  6. http://portal.rpc.com.br/gazetadopovo/90anos/missao/conteudo.phtml?id=851977
  7. http://portal.rpc.com.br/gazetadopovo/90anos/independencia/conteudo.phtml?id=851939
  8. http://portal.rpc.com.br/gazetadopovo/90anos/videos/conteudo.phtml?tl=1&id=851680&tit=Lembrancas-para-a-vida-inteira
  9. http://www.millarch.org/artigo/demolido-o-predio-de-placido-silva
  10. http://www.millarch.org/artigo/demolido-o-predio-de-placido-silva
  11. http://www.uniandrade.br/portal/instituicao/historico/index.asp
  12. http://www.grupogen.com.br/ch/prod/7732/vocabulario-juridico.aspx
  13. http://www.grupogen.com.br/ch/prod/5560/vocabulario-juridico-conciso.aspx
  14. http://www.iateguaratuba.com.br/oiate.htm
  15. http://portal.rpc.com.br/gazetadopovo/colunistas/conteudo.phtml?tl=1&id=917156&tit=O-que-se-passa-na-sociedade
  16. http://www.nelsonjustus.com.br/
  17. http://www.tj.al.gov.br/?pag=verNoticia&noticia=132
  18. http://www.apontador.com.br/local/pr/pinhais/escolas/826PK5P2/escola_estadual_oscar_joseph_placido_e_silva.html
  19. http://www.unibrasil.com.br/noticias/detalhes.asp?id_noticia=545



quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Encontro Ágil 2009

Teremos Encontro Ágil 2009 lá em Sampa!

Quando: 10 a 11/10/2009
Local: IME-USP

"No dia 10/outubro, sábado teremos 16 palestras de especialistas nacionais em desenvolvimento de software e no dia 11/outubro teremos 2 keynote speeches e 2 tutorials de grandes nomes internacionais de métodos ágeis: Alistair Cockburn, um dos signatários do manifesto ágil e escritor famoso sobre seus livros sobre casos de uso e outros tópicos, e Jutta Eckstein especialista em OO e métodos ágeis e autora do livro Agile Software Development in the Large."

Mais informações sobre o evento podem ser encontradas em http://www.encontroagil.com.br

As inscrições podem ser feitas em http://www.encontroagil.com.br/principal/inscricao.jsf

==========================================
Adolfo Neto
Departamento Acadêmico de Informática
Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Web: http://www.dainf.ct.utfpr.edu.br/~adolfo
==========================================

Palestra sobre Métodos Ágeis para Iniciantes na UTFPR

Ministrei a palestra "Métodos ágeis para Iniciantes" na UTFPR duas vezes nesta semana.

Ontem, 02/09/2009, para a turma da disciplina "Oficinas de Integração I" do segundo período do curso de Engenharia da Computação.

Hoje, 03/09/2009, para a turma da disciplina "Algoritmos 2" do segundo período do curso de Bacharelado em Sistemas da Informação.

Os slides da palestra estão em:

http://adolfoneto.wikidot.com/metodologias-ageis

em duas versões (PDF e HTML):

Métodos ágeis para Iniciantes (PDF)
Métodos ágeis para Iniciantes (HTML)


Como durante a palestra encontrei alguns erros, uma versão corrigida e complementada deverá ser colocada no mesmo lugar em breve.

Mais informações sobre os cursos (Engenharia de Computação e Sistemas de Informação) no site do DAINF:

http://www.dainf.ct.utfpr.edu.br/

e na Wiki do DAINF:

http://www.dainf.ct.utfpr.edu.br/wiki

==========================================
Adolfo Neto
Departamento Acadêmico de Informática
Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Web: http://www.dainf.ct.utfpr.edu.br/~adolfo
==========================================

Receba as postagens deste blog por email